Colunistas/Cinema | 26/01/2017

Resenha da semana: Eu, Daniel Blake

Diego cursou Crítica Cinematográfica na Academia Internacional de Cinema, em São Paulo.

Se não fosse o idioma e sotaque britânico, filme poderia muito bem ter sido feito no Brasil

O filme começa com uma tela escura, onde se ouve uma conversa de uma "profissional da saúde" fazendo diversas perguntas irrelevantes ao personagem título. Isso é suficiente para nos colocar dentro do drama percorrido por Daniel Blake e sua luta por ser tratado com dignidade e respeito pelo Estado. É a história de milhares de ingleses que acabam desistindo de algum tipo de auxílio, pois esbarram na falta de comprometimento e na implacável burocracia do sistema. Se não fosse o idioma e sotaque carregado de Newcastle, norte da Inglaterra, "Eu, Daniel Blake" poderia muito bem ter sido feito no Brasil.
 
Conhecido por abordar temas sociais em seus filmes e destacado como um cineasta de esquerda, o diretor Ken Loach conta uma história sobre o espírito humano em oposição à frieza do Estado. Expõe as dificuldades dos menos favorecidos e tenta fazer com que nos identifiquemos com suas lutas e coragem com que lidam com os problemas do dia a dia. No filme, após sofrer um ataque cardíaco e ser desaconselhado pelos médicos a retornar ao trabalho, Daniel Blake (Dave Johns) busca receber os benefícios concedidos pelo governo a todos que estão nesta situação. Entretanto, ele esbarra na extrema burocracia instalada pelo governo, amplificada por ele ser um analfabeto digital. Numa de suas várias idas a departamentos governamentais, ele conhece Katie (Hayley Squires), a mãe solteira de duas crianças que se mudou recentemente para a cidade e também não possui condições financeiras para se manter. Após defendê-la, Daniel se aproxima de Katie e passa a ajudá-la.
 
Na minha opinião, Ken Loach é um diretor totalmente superestimado. Ele possui um estilo de filmar muito frio, fazendo com que o espectador se distancie emocionalmente do filme. Particularmente, o filme não mexeu comigo da forma que a história almejava.  Em diversas partes ele pesa a mão como, por exemplo, na cena em que a filha conta para a mãe que algumas amigas da escola estão zombando dela porque a sola do sapato está saindo. É um filme simples, direto e um tanto tendencioso, em que o sistema é o vilão e os menos favorecidos são os caridosos e de bom caráter. O filme não possui efeitos que tirem a atenção do espectador da trama e foca exclusivamente na temática abordada.  
 
Dave Johns, no papel principal, entrega uma atuação tocante e cria um personagem desgastado pela vida, mas de grande índole e coração. A cena que fala sobre sua falecida esposa, apesar de ser muito crua e sem qualquer intenção de emocionar o público, é muito boa. Hayley Squires consegue criar alguns momentos emocionantes, com algumas situações que reforçam sua dedicação e força de uma mãe desesperada para criar os filhos.
 
Eu, Daniel Blake faz uma crítica feroz ao governo e seus representantes e nos gera um sentimento de revolta e indignação diante das dificuldades enfrentadas pelos personagens. É um filme que vale ser visto por todos os prêmios que conquistou e por abordar um tema importante e atual.

Curiosidade
Essa é a segunda vez que o diretor Ken Loach recebe a Palma de Ouro no Festival de Cannes. Primeiro foi com 'Ventos da Liberdade' (2006). 

Confira os filmes em cartaz nos cinemas de Santos:

Eu, Daniel Blake
I, Daniel Blake (Reino Unido-França-Bélgica/2016)
2ª semana - drama - 110' - 12 anos
direção: Ken Loach (A Parte dos Anjos)
roteiro: Paul Laverty (Ventos da Liberdade)
elenco: Dave Johns, Hayley Squires, Sharon Percy.
Cinespaço- 14h - 16h30 - 18h50 - 21h 
 
Pré-estreia
Max Steel
Max Steel (Reino Unido-EUA/2016)
Estreia - ação/aventura - 92' - 10 anos
direção: Stewart Hendler (Pacto Secreto)
roteiro: Christopher Yost (Thor: O Mundo Sombrio)
elenco: Ben Winchell, Josh Brener, Maria Bello.
Roxy Pátio: 18h
 
Pré-estreia
A Bailarina
Ballerina (França-Canadá/2016)
Estreia - animação - 89' - livre
direção: Eric Summer e Éric Warin
roteiro: Carol Noble, Eric Summer e Laurent Zeitoun.
elenco (vozes): Elle Fanning, Dane DeHaan, Maddie Ziegler.
dublado:
Roxy Pátio: 14h15
Cinemark: 13h
3D dublado:
Roxy Pátio: 16h
Brisamar: 16h15
 
Mãe Só Há Uma
(Brasil/2016)
Estreia - drama/comédia - 82' - 16 anos
direção: Anna Muylaert (Que Horas Ela Volta?)
roteiro: Anna Muylaert (O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias)
elenco: Naomi Nero, Dani Nefussi, Matheus Nachtergaele.
Cine Arte Posto 4: 16h - 18h30 - 21h
 
Os Penetras: Quem Dá Mais?
(Brasil/2017)
Estreia - comédia - 95' - 12 anos
direção: Andrucha Waddington (Casa de Areia)
roteiro: Renato Fagundes, João Paulo Horta, Ulisses Molusco Oliveira.
elenco: Marcelo Adnet, Eduardo Sterblitch, Mariana Ximenes.
Roxy Pátio: 18h30 - 20h30 - 22h15
Cinemark: 14h50 - 17h30 - 20h - 22h20
Cinespaço: 13h - 15h - 17h - 21h
Brisamar: 18h30 - 20h30 - 22h15
 
xXx: Reativado
xXx: Return of Xander Cage (EUA/2017)
Estreia - ação/thriller - 107' - 14 anos
direção: D.J. Caruso (Controle Absoluto)
roteiro: F. Scott Frazier, baseado nos personagens criados por Rich Wilkes.
elenco: Vin Diesel, Donnie Yen, Deepika Padukone.
legendado:
Cine Roxy: 15h - 20h
Cinemark: 22h30
dublado:
Cine Roxy: 17h30 - 22h30
Brisamar: 14h30 - 16h45 - 19h - 21h15
Roxy Anilinas: 14h30 - 21h15
3D legendado:
Cine Roxy: 21h30
Cinemark: 15h - 17h40 - 18h40 - 21h20 - 0h* (*somente sábado)
3D dublado:
Cine Roxy: 19h15
Cinemark: 13h20 - 16h
Brisamar: 20h - 22h15
Roxy Anilinas: 19h
 
Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood
(Brasil/2017)
Estreia - comédia - 98' - livre
direção: João Daniel Tikhomiroff (Besouro)
roteiro: Mauro Lima (Meu Nome Não É Johnny)
elenco: Renato Aragão, Dedé Santana, Livian Aragão.
Roxy Pátio: 14h30 - 16h30
Cinemark: 15h30 - 18h
Brisamar: 14h30 - 16h30
 
La La Land
La La Land (EUA/2016)
Estreia - comédia/drama/musical - 128' - livre
direção: Damien Chazelle (Whiplash: Em Busca da Perfeição)
roteiro: Damien Chazelle (Rua Cloverfield, 10)
elenco: Ryan Gosling, Emma Stone, Rosemarie DeWitt. 
Roxy Pátio: 14h15 - 16h45 - 19h15 - 21h45
Cinemark: 12h50 - 16h10 - 19h10 - 22h10
Cinespaço: 13h20 - 15h50 - 18h20 - 20h50
 
Axé: Canto do Povo de Algum Lugar
(Brasil/2016)
Estreia - documentário - 107' - 12 anos
direção e roteiro: Chico Kertész (estreando no cinema)
elenco: Ivete Sangalo, Caetano Veloso, Gilberto Gil.
tema: investiga as origens do Axé, ritmo que traz em sua essência elementos do sincretismo musical e cultural baiano.
Cinespaço: 19h
 
Eu Fico Loko
(Brasil/2017)
2ª semana - comédia/biografia - 93' - 10 anos
direção: Bruno Garotti (estreando em longas-metragens)
roteiro: Bruno Garotti e Sylvio Gonçalves, baseado em livro de Christian Figueiredo.
elenco: Christian Figueiredo, Filipe Bragança, Giovanna Grigio.
Cine Roxy: 13h45 - 17h30
Cinemark: 17h50 - 20h10
Brisamar: 14h15 - 18h15
 
Assassin's Creed
Assassin's Creed (Reino Unido-França-Hong Kong-EUA/2016)
2ª semana - ação/fantasia - 115' - 14 anos
direção: Justin Kurzel (Macbeth: Ambição e Guerra)
roteiro: Michael Lesslie, Adam Cooper, Bill Collage
elenco: Michael Fassbender, Marion Cotillard, Jeremy Irons.
legendado:
Cine Roxy: 17h - 22h
Cinemark: 22h35
dublado:
Cine Roxy: 14h30
Brisamar: 15h15 - 17h30 - 22h
Roxy Anilinas: 17h - 21h
3D legendado: 
Cinemark: 13h10 - 15h50 - 18h30 - 20h20 - 21h10 - 23h* (*somente sábado)
3D dublado:
Cine Roxy: 19h30
Cinemark: 12h20
Brisamar: 19h45
 
Passageiros
Passengers (EUA/2016)
3ª semana - aventura/drama - 116' - 12 anos
direção: Morten Tyldum (O Jogo da Imitação)
roteiro: Jon Spaihts (Prometheus)
elenco: Jennifer Lawrence, Chris Pratt, Michael Sheen. 
Roxy Pátio: 19h45 - 22h
Cinemark: 16h30 - 19h - 21h40
 
Moana: Um mar de Aventuras
Moana (EUA/2016)
3ª semana - animação - 107' - livre
direção: Ron Clements e John Musker (dupla de Alladin).
roteiro: Jared Bush (Zootopia)
elenco (vozes): Auli'i Cravalho, Dwayne Johnson, Rachel House.
dublado:
Cine Roxy: 14h30 - 16h45 - 19h - 21h15
Cinemark: 12h30 - 15h10
Brisamar: 15h - 17h15 - 19h30 - 21h45
Roxy Anilinas: 14h45
3D dublado: 
Cinemark: 11h50* - 14h30 - 17h10 - 19h50 (*somente sábado e domingo) 
Roxy Anilinas: 16h45
 
Minha Mãe é uma Peça 2
(Brasil/2016)
5ª semana - comédia - 86' - 12 anos
direção: César Rodrigues (Vai que Cola: O Filme)
roteiro: Fil Braz, Rafael Dragaud e Paulo Gustavo.
elenco: Paulo Gustavo, Rodrigo Pandolfo, Mariana Xavier.
Cine Roxy: 16h30 - 18h30 - 20h15 - 22h15
Roxy Pátio: 14h - 15h45 - 17h30 - 19h30 - 21h15
Cinemark: 12h10* - 14h40 - 16h50 - 19h20 - 20h30 - 21h30 - 22h50** - 23h40** (*só sábado e domingo / **somente sábado) 
Brisamar: 14h - 15h45 - 17h30 - 19h30 - 21h30
Roxy Anilinas: 19h15
 
Sing: Quem Canta Seus Males Espanta
Sing (Eua/2016)
6ª semana - animação - 110' - livre - dublado 
direção: Garth Jennings (O Guia do Mochileiro das Galáxias)
roteiro: Garth Jennings 
elenco: Reese Witherspoon, Seth MacFarlane, Scarlett Johansson. 
Cine Roxy: 14h15 - 15h30
Cinemark: 11h30* - 14h (*somente sábado e domingo)
 


Leia também