Quarta-Feira, 26 de Julho de 2017
Cultura - 15/07/2017

Uma invasão de outro mundo

Entre 21 e 23 deste mês acontece o Festival Geek em Santos, no Centro Histórico

Bárbara Camargo - Da Redação

Histórias em quadrinhos (HQs), séries de super-heróis e zumbis, livros e filmes de ficção científica, cosplayers, mangás, animes, jogos de videogame, jogos de tabuleiro, de cartas... A cultura geek é tão abrangente e importante que existem cidades consideradas as mais geeks do Brasil e Santos é uma delas!

 

O levantamento de um dos maiores sites do mundo, a Amazon, aponta que a nossa cidade ocupa a quarta colocação entre os municípios brasileiros que mais consomem materiais ligados ao universo dos quadrinhos, filmes e games. 


Para juntar todas as tribos e celebrar a cultura geek, entre os dias 21 e 23 deste mês, acontece o Santos Criativa- Festival Geek, no Centro Histórico, com expectativa de reunir mais de 20 mil pessoas.  
Mas, afinal, quem são os geeks? Onde vivem? O que fazem? Saiba nas próximas linhas.

 

No princípio, vieram os Nerds

Alguns anos atrás, uma pessoa que tivesse muito interesse em computadores, jogos de videogame ou tabuleiro, quadrinhos, filmes e livros de ficção científica, era chamada de nerd. Com uma personalidade discreta e um tanto reclusos e estudiosos, os nerds viviam imersos em seu próprio mundo, o que fez com que, aos poucos, passassem a ser considerados como pessoas “diferentes”.  


Muitos filmes os representaram de forma estereotipada (sempre o rapaz gordinho, de óculos, tímido), como “A vingança dos Nerds”, cujo enredo satiriza um grupo de estudantes (nerds) que tenta acabar com a perseguição de alguns atletas em uma universidade.


Com o tempo e a democratização das tecnologias, mais pessoas começaram a se interessar por esse universo e ser nerd se tornou algo bacana. É neste cenário que surgem os geeks, que são nada mais do que os aficionados por cultura pop e tecnologia, mas com um diferencial: são sociáveis, estilosos e populares.
 

Geeks X Nerds
Existe uma corrente que tanta colocar nerds e geeks em confronto, mas, segundo o jornalista, crítico de cinema e nerd assumido, André Azenha, esta rixa não existe. "Ser nerd ou geek está na moda, mas não há competição entre eles. Na verdade, o que queremos é quebrar os estereótipos e fazer com que todos dialoguem". 


Ele explica que existem, sim, algumas diferenças. "Nerd é o pessoal mais antigo, que curte HQs, livros, jogos de RPG. Os geeks já são mais antenados em games, séries e tecnologia. Mas este universo acaba atingindo todas as idades. Hoje em dia, você vê crianças vestidas de Darth Vader, por exemplo, e o Star Wars é da década de 70. É um público que se renova".

 

Mercado forte e 'empoderado'
Um dos organizadores da Santos Comic Expo (encontro de quadrinistas e fãs de HQs), Renatinho Santos, lembra que a cultura geek movimenta muita grana ao redor do mundo. "O mercado em geral percebeu dá dinheiro. O cinema, por exemplo, arrecada milhões de dólares com filmes de super-heróis. Hollywood tem sido sustentada pelas bilheterias desses filmes nos últimos anos. Outro setor que fatura é o de livros. Tem gente que vai ao cinema e depois procura o quadrinho. As editoras também perceberam isso".  


Para ele, questões sociais, como o feminismo, encontraram espaço na cultura geek. "Existem desenhos, como o DC Super Hero Girls, em que as heroínas são adolescentes. O sucesso do filme Mulher Maravilha é outro exemplo. Ou seja, as meninas estão trocando as princesas pelas heroínas". 

 

Terra de geeks
O levantamento da Amazon considera o fluxo de vendas de entregas dos produtos ligados à cultura pop no Brasil. Santos aparece em quarto lugar em 2017, superando capitais, como São Paulo e Porto Alegre. "Daria para organizar um calendário de eventos geeks em Santos pela quantidade de exposições, encontros, bate-papos, que acontecem ao longo do ano. Aos poucos, até o comércio santista adere à cultura nerd, com lojas e restaurantes específicos para este público", diz Azenha. 


Carlos Afonso, organizador a feira Anime Summer, lembra que Santos é um celeiro de profissionais deste ramo. "Os desenhistas Paulo Siqueira (Homem Aranha) e RB Silva (X-Men) trabalham para a Marvel e DC (maiores editoras de histórias em quadrinhos do mundo) são santistas".


Daqui, também saíram os dubladores Silvio Navas (Al Pacino, Charlie Chaplin, MummRa, Papai Smurf, Fred Astaire, Gerard Depardieu, Darth Vader) e Marco Antonio D'Angelo Abreu (Patrick, do desenho Bob Sponja), além do diretor Afonso Poyart, que trabalha na adaptação da HQ brasileira 'O doutrinador' para o cinema. 

 

Maratona cultural em Santos

Esta é a primeira edição do Festival Geek, que tem a proposta de reunir toda essa galera, na Casa da Frontaria Azulejada, Museu Pelé e Praça Mauá. "O evento vai promover um intercâmbio de artistas da cidade e de fora, fomentar o turismo, o comércio e a economia criativa. A programação será aberta com apresentação da Banda Marcial de Cubatão, que apresentará trilhas de filmes, como Star Wars, e séries, como Power Rangers. Os bares e restaurantes servirão menus especiais. Haverá campeonatos de games, bandas que tocam músicas de anime, Batalha Medieval, palestras com dubladores e desenhistas, o Encontro Star Wars X Star Treck, entre outras atividade. Tudo gratuito", explica André Azenha. 

 

Confira a programação completa aqui.