Sexta-Feira, 24 de Novembro de 2017
Notícias - 11/09/2017

Museu Pelé fecha para manutenção por dois meses

Susan Hortas/PMS

O motivo é uma obra para a troca das 269 metros de calhas por peças de alumínio

O Museu Pelé fecha ao público nesta terça (12) para manutenção nos telhados, que incluem a troca das 269 metros de calhas por peças de alumínio. Os serviços, mais completos que as intervenções pontuais de conservação até hoje realizadas, têm duração prevista de 60 dias, mas dependem das condições climáticas.


Trata-se da primeira etapa dos serviços a serem realizados nesse equipamento, orçada em R$ 198 mil e realizada com recursos do Condesb (Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista), e a única que exigirá a interrupção do atendimento ao público, de acordo com o secretário de Turismo, Rafael Leal.


O descritivo para a realização dos serviços, a cargo da M.R. Construtora, conta com 40 itens, entre eles limpeza de 376m2 de telhado, retirada e recolocação de 316m2 de telhas de barro, substituição de 453m de calhas e rufos, instalação de 137 m2 de forro de gesso acartonado e de 40m2 de subcobertura de manta aluminizada. A Prefeitura está ultimando os preparativos para a licitação voltada à instalação de portas de emergência, orçada em cerca de R$ 40 mil, e para o conserto de aparelhos de ar-condicionado (93 unidades evaporadoras e 17 condensadoras), com custo aproximado de R$ 150 mil.


Emenda do então vereador Carlos Teixeira Filho (atual secretário de Gestão) garantiu R$ 20 mil para a manutenção do sistema de detecção de fumaça). O investimento global previsto para o museu é da ordem de R$ 628 mil, valor aprovado em junho pelo Conselho Municipal de Turismo.