Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
Colunistas - 19/10/2017

Christian Moreno

Christian Moreno é jornalista e assina a coluna "TV em Transe" desde 1999.

TV em Transe

O melhor talk show da telinha

TV Globo

Quando a Globo anunciou ano passado que Pedro Bial ganharia um programa de entrevistas para substituir Jô Soares, confesso que torci o nariz

Quando a Globo anunciou ano passado que Pedro Bial ganharia um programa de entrevistas para substituir Jô Soares, confesso que torci o nariz.


Além de não concordar com a aposentadoria forçada à que submeteram o Jô, não achava que Bial se daria bem na dura missão de ocupar o seu horário (até porque vinha de um programa de debates que não emplacou, o “Na Moral”).


Hoje, porém, cinco meses depois de estrear, confesso que me enganei. “Conversa com Bial” é o melhor talk show da tevê aberta.


A entrevista que ele fez semana passada com o ex-jogador Adriano é um exemplo. Muito bem conduzida e com perguntas pertinentes, com o convidado sentindo-se à vontade a ponto de fazer revelações de sua vida pessoal.


Uma boa sacada da atração tem sido promover encontros interessantes, como o que reuniu Bela Gil e Palmirinha. Também deve se destacar debates sobre assuntos delicados, como o que discutiu a intolerância religiosa.


Bial usa sua experiência como jornalista para tornar os bate-papos interessantes e não tenta falar/aparecer mais que o entrevistado.


Apostando no conteúdo e em sua formação, ele leva vantagem em relação ao “The Noite”, do SBT, e ao “Programa do Porchat”, da Record, que trazem humoristas como apresentadores. Nestes dois últimos há quase que uma obrigação de fazer graça, o que nem sempre dá certo.

 

Para insones – Boa a ideia da Globo de rechear a madrugada com mais jornalismo. De segunda a sexta, às quatro da manhã, a emissora está exibindo o “Seleção Globo Repórter”, com algumas das melhores edições dos últimos cinco anos do programa. Fica entre os filmes do “Corujão” e o telejornal “Hora 1”.


Não vai? – A Band ainda negocia os direitos de transmissão da Copa do Mundo da Rússia ano que vem. Se não acertar, será uma grande burrada. O investimento vale a pena, haja vista por exemplo o excelente retorno dos jogos da Liga dos Campeões da Europa. A partida entre PSG e Bayern, exibida no final de setembro, rendeu nada menos que 11 pontos de média – números que nenhuma atração da emissora consegue, com exceção do “MasterChef”. Não sei o que estão esperando.