Cotidiano | 10/02/2018

Corpo tem limites: confira dicas para não extrapolar neste Carnaval

Da Redação

O uso de drogas ilícitas e outros estimulantes, além do álcool, podem induzir arritmias, crises de hipertensão arterial e infarto

Nestes dias de folia, na empolgação e no meio da multidão, tem gente que extrapola os limites do corpo, com grande desgaste físico e excessos no consumo de bebidas alcoólicas, energéticos, drogas e cigarro. De acordo com o cardiologista Nabil Ghorayeb, do HCor, por conta dessas atitudes não é incomum, nesta época de Carnaval, a ocorrência de arritmias cardíacas, que podem apresentar sintomas como  cansaço, palpitações, falta de ar, tonturas ou desmaios, ou serem assintomáticas, acometendo pessoas saudáveis. 


"A moderação e o equilíbrio são fatores importantes na prevenção de arritmias, especialmente em ocasiões como o Carnaval. Todos os excessos trazem malefícios, especialmente em indivíduos portadores de doenças cardíacas, os quais podem desenvolver complicações e evoluir para morte súbita. Essas situações poderiam ser evitadas por meio de informação, prevenção e bom senso", aconselha o médico. 


Para aproveitar os dias de folia sem descuidar da saúde do coração, confira as dicas do cardiologista:

Moderação
O excesso de estresse físico, como pular exageradamente, especialmente se o indivíduo for portador de doença cardíaca, pode induzir arritmias, desmaios, hipertensão, infarto e até morte súbita;

 

Hábitos saudáveis
Lembre-se que a prevenção é o melhor remédio contra qualquer doença. Nem sempre o portador de doença cardíaca tem sintomas. E ela pode ser silenciosa. Por isso é importante ter hábitos saudáveis, praticar atividades físicas regularmente, realizar exames preventivos e consultar, pelo menos uma vez por ano, um clínico ou cardiologista.


Beba com moderação e diga não às drogas: o uso de drogas ilícitas e outros estimulantes, além do álcool, podem induzir arritmias, crises de hipertensão arterial e infarto. Quando usados simultaneamente, os efeitos podem ser ainda mais intensos, levando à morte súbita. Energéticos em excesso, ricos em cafeína e taurina, usados para se manter alerta, também podem induzir arritmias. A orientação é intercalar a cada lata o consumo de 500 ml ou mais de água, além de doces, para evitar a hipoglicemia e reequilibrar o metabolismo cerebral.
 

Dicas:

Hidratação - Abuse dos líquidos: água, água de coco e suco de frutas natural. Desidratação, motivada pela falta de líquidos e por suor excessivo, pode provocar quedas de pressão e desmaios.


Na praia - Escolha milho sem manteiga, picolé de frutas e até o suco de abacaxi ou chá mate do carrinho, que devem ser consumidos com moderação porque contêm muito açúcar.


Álcool - Tenha cuidado com as bebidas alcoólicas. Se beber, tome água também para hidratar. O abuso pode levar à hipoglicemia (baixo nível de glicose no sangue), o que  causa vômito, tontura, palidez, suor frio, entre outros sintomas.


Descanso- Repouse e tenha um sono com qualidade. Alimente-se de forma saudável e com freqüência, evitando jejum por tempo prolongado.


Roupas leves - o uso de roupas muito pesadas e quentes em ambientes abafados pode levar à desidratação e a desmaios por quedas de pressão.
 


Leia também