Quarta-Feira, 25 de Abril de 2018
Notícias - 13/04/2018

Dória vira réu em contrato suspeito de irregularidades

Helosia Ballarini /Secom PMSP

Juiz Alberto Alonso Muñoz considerou graves as denúncias em concorrência para iluminação pública

Da Redação

O ex-prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB) se tornou réu no processo sobre uma Parceria Público-Privada (PPP) para manutenção e troca do sistema de iluminação da cidade. O caso veio à tona após a divulgação de um áudio em que a então diretora do Departamento de Iluminação da Prefeitura de São Paulo, Denise Abreu, dá a entender que recebeu propina para favorecer o consórcio vencedor da concorrência, o M Rodrigues/CLD, e prejudicar o concorrente, o consórcio Walks.


O juiz Alberto Alonso Muñoz aceitou os argumentos dos autores da ação popular, que entendem que o prefeito foi omisso ao manter o contrato, apesar das graves denúncias. O contrato só foi suspenso na segunda-feira, por decisão judicial. 


Dória renunciou ao cargo para disputar a eleição para governador de São Paulo e, portanto, não tem direito a foro privilegiado por prerrogativa de função.