Cotidiano/Meio Ambiente | 12/12/2018

Guarujá terá 'Atlas da Poluição'

FOTO: PIXABAY

Estudo analisará impacto ambiental das atividades portuárias em Vicente de Carvalho nas últimas décadas

A Prefeitura de Guarujá e as universidades de São Paulo (USP) e Nove de Julho (Uninove) firmaram na última segunda segunda-feira (10) um termo de cooperação para a produção do Atlas da Poluição – um estudo que analisará o impacto ambiental das atividades portuárias em Vicente de Carvalho nas últimas décadas.

 

O estudo terá dois anos de duração, e será o maior já feito sobre o tema. Na prática, será feito o rastreamento e monitoramento da poluição atmosférica utilizando um bioindicador: as bromélias. Ao longo de dois anos, serão aproximadamente 2.500 amostras espalhadas por diversos cantos de Vicente de Carvalho e em florestas urbanas, como a Serra do Guararu. A intenção é que o Atlas da Poluição sirva de base para o planejamento de políticas públicas. 

 

Doação Fundação SOS Mata Atlântica

Também na última segunda-feira (10), a Fundação SOS Mata Atlântica doou à Prefeitura equipamentos eletrônicos que ajudarão na gestão participativa junto à Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra do Guararu.

 

“Temos um programa de apoio às áreas de conservação e marinhas. Desde o início dos anos 2000 temos apoiado o fortalecimento e a gestão da APA Municipal por meio de editais. A entrega desses equipamentos faz parte desse projeto maior”, afirma Márcia Hirota, diretora executiva da fundação.

 

Esses equipamentos proporcionarão a realização de um vídeo, que será utilizado para fomento da educação e informação nas comunidades que vivem na Serra do Guararu.


Leia também