Turismo/Roteiros Nacionais | 05/01/2019

Porto de Galinhas, destino ideal no verão

MIRIAN RIBEIRO - DA REDAÇÃO

Antes uma pacata vila de pescadores, Porto de Galinhas, em Pernambuco, é hoje um dos destinos mais cobiçados no verão brasileiro. Com paisagens e praias deslumbrantes, mar cristalino, piscinas naturais e saborosa gastronomia com farta oferta de frutos do mar, Porto de Galinhas atrai turistas nacionais e estrangeiros. E para completar a vila é animada, os passeios bem organizados e há opções de hospedagem para diferentes bolsos. O lugar fica no município de Ipojuca, litoral sul de Pernambuco, a apenas 50 minutos de carro da capital Recife.

 

Jangadas levam às piscinas naturais

Foto: Rafael Bandeira/Divulgação
Porto de Galinhas tem 18 km de praias de areia branquinha e mar cristalino, com tons de azul turquesa e esverdeado. A praia mais famosa é a da Vila de Porto de Galinhas, com piscinas naturais formadas por recifes de corais a uma distância bem curta da faixa de areia. O trajeto é feito em jangadas, que enfeitam o cenário com suas velas multicoloridas.


Os recifes de corais se estendem por mais de 1 km e, ali, a vida marinha é abundante: aparecem peixes de todas as cores, caranguejos, ouriços e até moreias. A água é totalmente cristalina, com temperaturas em torno dos 26°C. As jangadas só saem na maré baixa.

 

Maracaípe, surfe e vôo de paramotor
Menos badalada, a praia de Maracaípe, ao lado da praia das piscinas naturais, é ladeada por uma profusão de coqueiros. Sem corais para formar uma barreira, ali as ondas são mais fortes – podem chegar a 2,5 metros de altura. Por isso virou reduto de surfistas. Na praia de Maracaípe também acontecem voos de paramotor – parecido com um parapente, mas equipado com um motor para propulsão. 


Jangadas no rio
Deslizar sobre a água com jangadas é uma experiência que também pode ser feita no Rio Maracaípe. Em seu trecho final, o rio é cercado por manguezais, considerados verdadeiros berçários da vida marinha, como cavalos-marinhos, ostras, caranguejos, guaiamuns e aratus. A água é tão cristalina que dá para ver o fundo. A jangada segue até a foz do rio, onde o visitante pode caminhar pela praia e dar um mergulho nesse cenário paradisíaco. 

 

Pontal do Cupe 
Na Praia do Cupe estão localizados muitos dos hotéis de Porto de Galinhas, a maioria pé na areia, além de várias pousadas. Mas é o Pontal do Cupe, um pouco mais ao norte, que guarda as maiores belezas: recifes que, na maré baixa, também formam piscinas naturais, sempre repletas de peixes. A barreira de corais é bem menor do que a da praia de Porto de Galinhas, mas está a poucos metros da areia. Ali é possível nadar entre os peixes, passear de caiaque, fazer stand-up paddle e muito mais.

 

Trilhas de buggy
Muito procurado por turistas, o passeio de buggy é um modo rápido e divertido de percorrer os trajetos mais. O mais comum é o “ponta a ponta”, que atravessa todas as praias, do Pontal de Maracaípe a Muro Alto. 

 

Tranquilidade em Muro Alto
Mais afastada da Vila de Porto de Galinhas, a praia de Muro Alto é conhecida por ser uma das mais tranquilas da região. Ali estão instalados vários condomínios de alto padrão e resorts, mas, mesmo sendo mais reservada, a praia é aberta ao público em geral e vale conhecer. 


Agito na Vila de Porto de Galinhas
Com um clima de muita descontração, a Vila de Porto de Galinhas, junto à praia das piscinas naturais, reúne vários restaurantes e lojas que vendem artesanato, souvenirs, roupas e comida. É ótima para um passeio a pé. 

 

Projetos protegem cavalos-marinhos e tartarugas
Pioneiro no país, o Projeto Hippocampus atua no resgate e recuperação dos cavalos-marinhos. Na vila, abriga aquários repletos de cavalos-marinhos, peixes, lagostas e moreias – todos animais resgatados. Também tem uma loja na saída. Todo o dinheiro arrecadado é revertido para o próprio projeto. Já a ONG EcoAssociados trabalha na preservação das tartarugas marinhas, com monitoramento de ninhos, soltura de filhotes, reabilitação de animais debilitados e educação ambiental. Na sede é possível visitar o museu sobre o tema e também há uma lojinha.
 

Fotos: Divulgação/Ministério do Turismo


Leia também