Turismo/Destinos no Exterior | 26/06/2019

Cresce em 62% o número de santistas que buscam por cidadania italiana

Não é difícil encontrar pessoas comentando que querem morar nos Estados Unidos ou em Portugal. Conseguir, entretanto, é que pode ser um pouco complicado. Por isso, buscar por caminhos alternativos para facilitar a imigração é uma ótima opção. Uma das saídas é requerer a cidadania italiana, já que quem possui dupla cidadania tem acesso fácil à Europa e América do Norte. Em Santos, os processos para imigração aumentaram em 62%, comparado ao primeiro semestre do ano passado, conforme dados disponibilizados pela 4 Doc, empresa especializada em auxiliar no processo de imigração.

 

A sócia proprietária da Rotunno Imigration Solutions, empresa especializada em processos imigratórios e dupla cidadania, Gabriela Rotunno, explicou que para tirar cidadania portuguesa, não há limitação geracional se todos os ascendentes estiverem vivos, porém na falta de algum ascendente, a transmissão se limita a duas gerações. A italiana, por outro lado, não possui essa limitação. 

 

De acordo com o proprietário da 4 Doc, Armando Ferreira, o principal motivo para imigrar é o cenário atual brasileiro. "Infelizmente, a taxa de desemprego no Brasil está muito alta. Então veem como saída ir para outro país. A qualidade de vida nos países europeus e nos Estados Unidos é muito boa", disse.

 

O crescimento não é só regional. Conforme o Instituto Nacional de Estatística (Istar), 112 mil brasileiros estão na fila para obter nacionalidade italiana. Como cada requerimento, geralmente, representa quatro pessoas, nos próximos anos, aproximadamente 460 mil estarão aptos para mudar do Brasil para a Itália.

 

A estimativa do tempo em que isso vai acontecer é incerta, porque há três meios de conseguir a cidadania, "O processo, se for feito pelo Consulado Italiano no Brasil, é longo. Pode demorar até 15 anos. Também é possível entrar com uma ação judicial para agilizar o processo, diminuindo a espera para dois anos. Quem tem pressa, costuma ir para à Itália para tirar a cidadania por lá, o que costuma levar 60 dias", explicou Armando.

 

No caso do processo de cidadania italiana via judicial, Rotunno ressalta que o valor desse caminho varia entre 13 e 17 mil. "O Processo de Cidadania via judicial apresenta o melhor custo-benefício para conseguir a nacionalidade e encurtar o caminho. 

 

Realizando diretamente na Itália, o valor total, considerando despesas de viagem, hospedagem e alimentação podem chegar a mais de 40 mil", comentou Gabriela.

 

Como saber quem tem direito a solicitar?
Em torno de 15% da população brasileira tem direito a solicitar cidadania por descendência. Outra forma de solicitar é casando-se com um italiano. Entenda melhor como funciona o processo de cidadania italiana por casamento, também conhecido como Naturalização por casamento.

 

Para quem desconfia de que tem antepassados italianos, há a possibilidade de contratar um historiador para investigar e montar a sua árvore genealógica.  


Como funciona o processo para solicitar cidadania italiana?
Uma vez que há a certeza de descendência, a parte mais complicada começa. É preciso reunir os documentos do antepassado que vai transmitir a cidadania. Se a família não tiver guardado, a possibilidade de precisar ir até a Itália buscar é grande. "Por falta de conhecimento no idioma ou falta de tempo para viajar, algumas pessoas desistem do processo. Mas algumas empresas, como a 4 Doc, oferecem o serviço de busca de documentos. Nós temos profissionais morando no país que podem encontrar a certidão de nascimento, de casamento e de óbito do antepassado muito facilmente. Até para quem pode ir à Itália, contratar um especialista otimiza o processo", disse Ferreira.

 

Com os documentos em mãos, é necessário fazer a apostila de Haia das certidões e a tradução juramentada, realizada por um tradutor qualificado. Neste momento, é válido procurar um especialista para conferir se está tudo certo, porque, por envolver muita burocracia, qualquer erro pode atrasar ainda mais esse processo, que já é longo. Ninguém quer ir a entrevista no Consulado Italiano depois de anos de espera e não conseguir resolver por falta de tradução.

 

O último passo para conseguir a nacionalidade é escolher qual dos três caminhos é o mais vantajoso: via Consulado no Brasil, via processo judicial ou fazendo todo o processo na Itália.

 

"Como há muitas dúvidas sobre o processo, resolvemos criar um guia completo sobre cidadania italiana explicando com detalhes tudo que uma pessoa precisa saber para fazer o requerimento. Abordamos tópicos sobre investigação, listamos os documentos necessários, informamos as taxas e muito mais. Além disso, estamos sempre disponíveis para esclarecer eventuais dúvidas através dos comentários ou do Fale Conosco disponível no próprio site (4doc.net)", finaliza Armando.

 

Foto: Divulgação


Leia também