Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Notícias/Geral | 08/11/2019

O Jequitimar e os cassinos no Brasil

conteúdo patrocinado

O debate sobre a liberação dos jogos de cassino no Brasil está chegado a uma fase crucial. A recente visita do ministro do Turismo ao Fórum de Economia de Turismo Global, em Macau, mostrou a vontade do presidente Bolsonaro de avançar definitivamente com esse processo. Tal pode significar uma revolução importante no turismo da orla, se o Hotel Jequitimar virar um dos poucos e exclusivos cassinos de nosso país.


Os cassinos online
Antes, a proibição do jogo era consensual. Mas acessando sites da especialidade como o Cassinos Brazil, fica fácil entender como o brasileiro mudou de opinião sobre esse assunto. Atualmente, é fácil acessar dezenas de plataformas de cassino online, baseadas (e registradas) em países estrangeiros. Os bônus e prêmios funcionam como em um cassino de verdade. Já não é necessário ir até Punta del Este, Rivera, Puerto Iguazú ou pegar um cruzeiro que vá até águas internacionais para jogar na roleta. A internet trouxe uma grande revolução e uma mudança no jeito de olhar essa atividade. Não admira que a ideia de liberar os jogos esteja rolando.


A importância de Sheldon Adelson
Os mais favoráveis à proibição dos jogos de azar apontam o dedo a Sheldon Adelson. Presença habitual nas listas dos homens mais ricos do mundo, é dono da maior empresa de jogos de fortuna do mundo, a Sands Corporation, possuindo cassinos de luxo em Las Vegas, Singapura e outros locais. Aos 86, Adelson não mostra vontade de abrandar seus negócios. Já manifestou interesse em investir no Rio de Janeiro e fala-se que poderá querer abrir um resort em São Paulo também.


O PL 530/2019
Atualmente, uma das propostas em negociação na Câmara dos Deputados é o PL 530/2019, do deputado Paulo Azi (DEM/BA), que prevê a abertura de um número limitado de cassinos em cada estado, dependendo de sua população. É uma ideia que retoma iniciativas anteriores. 


Segundo essa ideia, estados com mais de 25 milhões de habitantes teriam até três cassinos; entre 15 e 25 milhões, dois; e até 15 milhões, um cassino apenas. Esse esquema faz refletir a importância de São Paulo no contexto nacional.


Não é certo que o PL 530/23019 venha a ser aprovado. O mais provável é que o projeto final possa ser algo diferente. Mas a intenção que está no ar é a de que São Paulo venha a ter três “cassinos resort”. Um conceito bem diferente, talvez, daquele de quem imaginou uma sala de caça-níqueis em cada esquina.


Hotel Jequitimar
Adelson não é o único octogenário sonhando abrir um cassino resort no Brasil. Um de seus concorrentes é Sílvio Santos. Diz-se que ele projetou seu Hotel Jequitimar, em Guarujá, com a previsão de um dia vir a transformá-lo em um cassino de verdade, com o que de melhor se podia imaginar à época da construção, na década de 90. Santos, atento às tendências mundiais, já tinha previsto que a ideia de cassino estaria ligada ao turismo, e não às salas de jogo obscuras e ilegais. Nem é por acaso que o hotel, ultimamente, vem “brincando” com a ideia de ter um cassino em seu espaço.


Não será que Sílvio Santos e Sheldon Adelson irão concorrer por duas das três “vagas” para cassinos paulistas, se essa ideia avançar?
 

 

Foto: Pixabay

 

*Este conteúdo é de responsabilidade do anunciante


Leia também