Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Notícias/Geral | 08/11/2019

Brasil teria até 35 cassinos

conteúdo patrocinado

De acordo com o Games Magazine Brasil, o secretário de Integração Interinstitucional do Ministério do Turismo, Bob Santos, declarou que o Brasil poderá ter até 35 cassinos, com resorts turísticos integrados, e que a receita esperada é de R$ 16 bilhões. As declarações vieram durante o II Encontro de Líderes, em Fortaleza, no passado dia 31 de outubro.


A liberação está claramente chegando
Ninguém tem mais dúvidas de que a liberação dos jogos de cassino está chegando. Depois de vários anos acessando cassinos online, em sites como o casino.netbet.com e outros semelhantes, os cidadãos brasileiros passarão a poder jogar em cassinos “físicos” sem precisar sair de seu país. 


Entretanto, isso não significa uma liberação geral da atividade. Claramente, o modelo escolhido será o que foi adotado por Las Vegas ou Singapura: criar grandes centros de serviços, com hotéis, restaurantes, centros de convenção, salas para “shows” e mais, onde as mesas de jogo são apenas um de vários atrativos. O jogo terá uma liberação limitada e enquadrada em uma estratégia de desenvolvimento turístico.


Ministro do Turismo em Macau
Estas declarações do secretário de Integração Interinstitucional seguem à visita que o ministro do Turismo fez a Macau, a ex-colônia portuguesa no litoral da China, no âmbito do Fórum de Economia de Turismo Global.  O governante foi em busca de atração de investimento e deixou claro que os cassinos farão parte dessa estratégia.


Até 35 cassinos
O número reflete o que está sendo debatido, como temos referido em nosso jornal: a possibilidade de licenciar um número de cassinos resort em cada estado de acordo com seu número de habitantes. Em São Paulo, isso significaria a abertura de três grandes resorts turísticos, com salas de jogo integradas.


O projeto prevê um concurso público para a atribuição das licenças. Sendo esta uma categoria de investimento, e não de prestação de serviços, não irá vencer a empresa que apresentar a fatura mais baixa, mas sim a que revelar maior capacidade de investimento. Seguramente que um dos três cassinos irá surgir na própria São Paulo, mas não está fora de hipótese que a Baixada Santista venha a ter também seu grande resort. O Hotel Jequitimar, de Sílvio Santos, seria um dos grandes candidatos.


Outras medidas
No II Encontro de Líderes, Bob Santos anunciou outras medidas que deverão estimular o turismo à nível nacional. Uma delas é a " eliminação da taxa de embarque internacional” para passagens aéreas. Será importante trazer um grande número de visitantes, da Argentina, Chile e outros países vizinhos, para inverter a histórica “cruzada” de turistas nacionais em direção às capitais platinas. A outra medida será o “Sistema Nacional de Segurança Turística”, para que os visitantes se sintam como em suas casas sempre que visitarem o Brasil.


Uma oportunidade aparecendo
A liberação dos cassinos será seguramente uma oportunidade para todo o Brasil, que algumas cidades e regiões conseguirão aproveitar melhor que outras. São Paulo e outros grandes centros, como o Rio de Janeiro, não deixarão de aplicar seu peso político. Será importante que a Baixada Santista não deixe de pegar sua chance da melhor forma.
 

 

Foto: Pixabay

 

*Este conteúdo é de responsabilidade do anunciante


Leia também