Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Notícias/Geral | 15/11/2019

Cidades da Baixada Santista têm pouca procura pela biometria

Quatro cidades da Baixada Santista (Cubatão, Itanhaém, Mongaguá e Peruíbe) concluem o período de cadastramento biométrico obrigatório em 19 de dezembro deste ano, mas os índices de eleitorado com as digitais cadastradas ainda estão abaixo do esperado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).


Cubatão, Itanhaém, Mongaguá e Peruíbe têm 59,1%, 69,3%, 70,6% e 66,9% do eleitorado com a biometria feita, respectivamente. Somados, os eleitorados dos quatro municípios chegam a quase 278 mil pessoas. Cubatão é a maior cidade entre elas, com mais de 95 mil cidadãos aptos a votar.


Para ser atendido, o eleitor deve agendar horário no site do Tribunal. É preciso ter em mãos um documento oficial com foto, comprovante de residência recente e o título de eleitor, caso houver.


Os cidadãos que não fizerem o cadastramento biométrico dentro do prazo correm o risco de ter o título cancelado e não poder votar nas eleições municipais de 2020. Além disso, o eleitor pode ter outras consequências na vida civil, como impedimento para emitir passaporte, ser empossado em concurso público, renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial, obter empréstimos em estabelecimentos de crédito mantidos pelo governo e participar de concorrência pública, entre outras.


Serviço:


Cartório de Cubatão (119ª Zona Eleitoral): Rua Bahia, 67, no bairro de Vila Paulista, próximo à Praça Princesa Isabel.


Cartório de Itanhaém (189ª ZE): Rua Professora Dinorah Cruz, 71, Centro, próximo ao Tribunal Regional do Trabalho 15ª Região.


Posto de atendimento em Mongaguá (administrado pela 189ª ZE): Avenida Marina, 742, no Centro, próximo aos Correios.


Cartório de Peruíbe (295ª ZE): Rua dos Pescadores, 85, no Centro, próximo à Praça Ambrosio Baldin.
 


Leia também