Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Mundo Pet | 30/11/2019

Principais alimentos proibidos aos animais de estimação

É repórter do Jornal da Orla e "mãe" de dois cães, a Lola e o Paluza

Muitos tutores desconhecem que alguns alimentos apresentam sérios riscos à saúde dos pets. Aparentemente inofensivos e oferecidos como petiscos, frutas, legumes e guloseimas podem causar diversos problemas, como vômitos, diarreia, letargia e até a morte. Por isso, é muito importante que, além de oferecer ao seu bichinho somente produtos específicos para ele, você mantenha alguns alimentos humanos longe de seu alcance. Confira:

 

Chocolate
Para alguns humanos, ele melhora até o humor. Porém, o chocolate possui uma substância chamada teobromina, que pode causar problemas gastrointestinais graves nos animais e levar a óbito. Por isso, não deixe seu pet chegar perto! Caso não resista à tentação de oferecer chocolate a ele, busque por uma versão canina nas petshops.

 

Cebola
Este legume tem um composto denominado tiosulfato que, se consumido por cães, pode causar anemia. Na cozinha, mantenha as cebolas sempre fora do alcance do seu amigão.

 

Uva
Muito consumidas nesta época do ano, as uvas são um dos alimentos mais perigosos para cães e gatos. Quando ingeridas, elas causam vômitos, diarreia e até insuficiência renal.

 

Café

Café é uma delícia para humanos, porém, um terror para pets. A cafeína presente na bebida pode provocar taquicardia ao estimular o sistema nervoso do bichinho.

 

Macadâmia
Cães e gatos podem apresentar quadros de depressão, fraqueza, vômitos, tremores e aumento da temperatura corporal se comerem macadâmias. Durante as festas, mantenha o pet longe das petisqueiras com sementes e frutos típicos.

 

Carambola
A fruta possui níveis elevados de ácido oxálico insolúvel, que pode prejudicar os rins do bichinho.


Leia também