Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cotidiano/Comportamento | 28/12/2019

8 dicas para cumprir suas metas em 2020

MARCO SANTANA - DA REDAÇÃO

Todo final de ano é a mesma coisa: fazemos planos para o próximo ano, prometemos mudanças, juramos não cometer os mesmos erros e realizar aqueles projetos que, por uma razão ou outra, ficaram apenas na imaginação.


Resolver a vida financeira, fazer um curso, perder peso, viajar, mudar de residência, mudar de emprego (ou conseguir um)... O que não faltam são objetivos! Mas, para se tornarem realidade, devem deixar de levitar no campo dos desejos e aterrissar como planos. 


Muita gente acredita que alcançar um objetivo depende de uma atitude única, fulminante e decisiva. No entanto, a construção de uma vitória pessoa depende fundamentalmente dos chamados mini hábitos, isto é, mudanças no comportamento cotidiano que resultam na conquista de um resultado maior.


Para ajudar as pessoas a melhorar a vida em 2020, sem precisar de uma “virada de mesa” radical, o consultor Joel Moraes, um ex-nadador da seleção brasileira que usa sua experiência como atleta para ajudar “pessoas comuns se tornarem atletas de alta performance em suas vidas”. Moraes é autor de autor “Esteja, viva, permaneça 100% presente”, um dos livros mais lidos na categoria.

 

Tire as suas ideias do papel

1. Selecione suas prioridades
2. Depois de decidir suas prioridades, vale se perguntar: essa ideia é relevante para você? Vai te levar a algum lugar?
3. Coloque um prazo e comprometa-se a cumprir com disciplina;
4. Passe menos tempo pensando na ideia e mais tempo executando-a. Ansiedade será uma inimiga. Para evitar, seja seletivo, perguntando-se: Qual a primeira atitude que devo tomar para que dê um resultado concreto e positivo?
5. Busque evidências que confirmem que essas ideias estão se viabilizando: Se a dieta está dando certo, ou se o rendimento do investimento está sendo suficiente para comprar o que precisa, por exemplo.
6. Monitore os avanços gradativos e comemore os primeiros indícios de que a ideia está vingando para se motivar a ir além.
7. Seja veloz, não apressado. Você não precisa acelerar, basta não parar;
8. Lembre-se de que, ao final do prazo, você vai ter uma recompensa. Vai renovar sua energia para tirar uma nova ideia do papel ou aprimorar a que está dando certo.

 

Cuide de si antes de ajudar os outros!

Ao mesmo tempo que julgar os outros é fácil, dura é a tarefa de identificar os próprios defeitos e fragilidades. Um dos erros mais recorrentes, e que prejudicam o sucesso na vida pessoal e profissional, é a dificuldade de dizer “não!”. É comum as pessoas se preocuparem tanto com os outros que acabam assumindo responsabilidades que não são delas.


Quem alerta é a terapeuta Cátia Bazzan, autora do livro “Cuide-se – Aprenda a se ajudar em primeiro lugar”. Ela argumenta que é preciso cuidar de si mesmo, sem culpas nem fardos, para conseguir auxiliar melhor as pessoas à sua volta. “Você e´ incapaz de doar aos outros aquilo que não tem”, resume. 


Segundo ela, existem quatro principais grupos de personalidades quando o assunto é relação interpessoal:  doadores, sugadores, vítimas e sobrecarregados. “Ajudar é uma arte e não precisa significar sacrifícios ou o abandono dos próprios objetivos. Ao aprender a se doar de forma equilibrada e dentro de suas capacidades, as pessoas conseguem alinhar a vida para receber todas as bençãos que merecem”, diz.


Cátia Bazzan, que atua na área das Terapias Holísticas há mais de 14 anos, desenvolveu um tese que ajuda a identificar em que segmento de sua vida a pessoa precisa melhorar para ser mais feliz.

 

Descubra onde precisa melhorar

Dê uma nota de 0 a 10 para cada aspecto da sua existência. Os itens com as menores notas são os que merecem mais a sua atenção: 
1. Como está a sua vida profissional? (    )
2. Como está a sua vida financeira? (    )
3. Como está a sua vida amorosa? (    )
4. Como está a sua vida em família? (    )
5. Como está a sua intelectualidade e os seus estudos? (    )
6. Como está a sua saúde física? (    )
7. Como está o seu equilíbrio mental? (    )
8. Como está o seu equilíbrio emocional? (    )
9. Como estão seus relacionamentos em geral? (    )
10. Como está a sua vida espiritual? (    )
11. Como está a realização das suas metas? (    )
12. Como está sua relação com o tempo e produtividade? (    )


Leia também