Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cotidiano/Saúde | 19/03/2016

Ano mundial contra a dor nas articulações

As causas diagnósticas mais comuns das dores articulares são doenças reumáticas, como artroses e artrites

A Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED) lança este mês o Ano Mundial contra a Dor nas Articulações, com o objetivo chamar a atenção para uma ampla variedade de doenças e condições que afetam milhões de pessoas no planeta. A iniciativa tem o apoio da Associação Internacional para o Estudo da Dor (IASP).
 
As causas diagnósticas mais comuns das dores articulares são doenças reumáticas, como artroses e artrites. Essas dores estão associadas às elevadas taxas de absenteísmo de trabalhadores, já que a dor articular acomete adultos em idade produtiva, e representam a segunda causa de gastos com auxílio-saúde, afetando 12 milhões de brasileiros, segundo o Ministério da Saúde. 
 
A orientação é buscar atendimento em casos de dor, vermelhidão, edema articular e, principalmente, limitações ao movimento matinal (rigidez ou dor), que são algumas manifestações clínicas de dores articulares. Nesses casos, inflamatórios e reumáticos, o tratamento consiste em retardar ou estabilizar a progressão da doença, reduzindo estresse, monitorando e ajustando medicação, mudança em estilo de vida, pratica de exercício, assim com prevenir comorbidades. 
 

Leia também