Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Estilo/Automóveis | 05/03/2018

6 dicas para conservar bem sua moto

Conteúdo Patrocinado*

Simples atitudes podem deixar sua máquina como nova e ainda te fazer economizar uma grana

Cuidar bem da sua moto é mais do que conservar um patrimônio, é um ato de afeto. Afinal de contas, é com a sua moto que você passa momentos agradáveis em estradas e trilhas, curtindo o esporte com amigos e desestressando da rotina agitada.


Não é preciso gastar muito tempo ou dinheiro para preservar a sua moto. Na verdade, simples atitudes podem garantir que você não desembolse uma grana com manutenção. Acredite, se você pratica alguma modalidade como o Motocross, até colocar adesivos para motos ajuda a conservar seu patrimônio. Separamos outras dicas básicas para você mandar bem com a sua motocicleta.


Como lavar a sua moto
Primeiro de tudo, evite o jato de água forte, geralmente impulsionado por máquinas e compressores. Ele pode arranhar a pintura e danificar uma peça mais frágil do veículo. Proteja as partes que não devem ser molhadas, depois jogue água na moto para retirar a poeira. Lugares como o tanque e carenagem devem ser lavados com shampoo neutro e esponja macia. 


O ideal para lavar rodas e pneus é sabão de coco e escovinha. Evite usar produtos como o líquido preto para deixar o pneu mais brilhoso. Essa substância migra para a banda de rodagem e pode deixar a bike escorregadia. Após lavar sua moto, seque todas as partes com uma toalha macia. 


Depois é só passar um pano úmido no banco e uma cera para dar aquele brilho. Nas áreas cromada e de alumínio, pode ser usado um polidor de metal. Nada de exageros e seja delicado com a sua amiga.


Cobertura é preciso
Nada de deixar sua motocicleta desprotegida sofrendo ações diretas do tempo, como sol e chuva. Estacione-a, de preferência, abrigada em algum local fechado. Se realmente não for possível, compre uma capa com parte aveludada na parte interna e deixe-a sempre coberta.


Não deixe sua moto parada
Por mais absurdo que possa parecer para alguns, existem pessoas que deixam a moto muito tempo parada. Seja por falta de tempo ou por qualquer adversidade, a verdade é que a máquina precisa ser ligada esporadicamente. O ideal é, pelo menos, dar duas ou três voltas no quarteirão por semana. A inércia total pode causa problemas como:
-Bateria descarregar;
-Conexões da parte elétrica podem oxidar;
-A gasolina, após um tempo, cria impurezas que pode entupir os filtros;
-Motor e outras partes precisam ser lubrificados para não criar corrosão;
-Os pneus ficam deformados se vazios em uma mesma posição.


Use gasolina e produtos de qualidade
Pagar por um combustível mais barato, porém, de procedência duvidosa, é o que chamamos de “atirar no próprio pé”. O prejuízo abrange desde levar impurezas para todo o sistema até danificar de forma gravíssima o seu motor. Abasteça em postos credenciados e que disponibilize o selo da ANP (Agência Nacional do Petróleo). A mesma precaução serve para outros produtos como óleos lubrificantes.


Adesivos embelezam e protegem
Uma moto genuinamente de trilha merece receber adesivos bem transados para deixar sua bike com o seu perfil. Os adesivos para motos também protegem a pintura contra arranhões e riscos causados pelos cascalhos das trilhas, deixando sua amiga com aparência mais nova por mais tempo.


Manutenção periódica
Nunca deixe as trocas de óleo e outras manutenções periódicas para depois. Fique ligado nas datas e quilometragem. Deixar o pneu sempre calibrado é fácil e garante maior durabilidade. Lanternas devem estar sempre funcionado, para a sua segurança e de acordo com as leis de trânsito. E qualquer barulho ou funcionamento diferente, procure logo um mecânico para que um pequeno problema não se torne grande no futuro. 
 

*Este conteúdo é de responsabilidade do anunciante


Leia também