Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cotidiano/Tecnologia | 27/08/2018

Prêmios lotéricos não resgatados e o que fazer para não cometer esse erro

Ganhar na loteria é um fato já por si só bastante improvável afinal a competição é enorme e são vários os concorrentes que disputam o mesmo prêmio. Mas já pensou ter a sorte de ganhar e não ir retirar o prêmio? Pois é isso é mais comum do que você imagina. Segundo o Portal G1 os prêmios não resgatados somam, nos últimos 4 anos, um valor total médio de 1,26 bilhão de reais, dinheiro demais não é mesmo?


Um caso que ficou bastante famoso nos Estados Unidos em 1995 foi o do jogador Clarence Jackson que não retirou $5,3 milhões de dólares, o equivalente a cerca de R$16 milhões de reais. O prazo estipulado para a retirada era de um ano porém, o rapaz só conferiu o bilhete quando ouviu na rádio que o ganhador da fortuna ainda não tinha ido atrás da premiação. Quando ele ouviu o anúncio era 23:45 horas e o prazo se encerrava naquele mesmo dia as 00:00 horas e, como todas as loterias já estavam fechadas, infelizmente ele não conseguiu resgatar o montante.


Qual o prazo dado para a retirada e porque as pessoas o perdem?
A Caixa Econômica Federal, que é quem realiza os sorteios hoje em dia no Brasil, dá aos ganhadores o prazo de 90 dias para o mesmo retirar o prêmio – tempo mais do que suficiente para os ganhadores se organizarem e irem até uma agência para fazer o saque do valor ganho.


Como não se ganha milhões de reais da noite pro dia, quem não resgata o prêmio não é por esquecimento. Normalmente os prêmios que não são resgatados é porque os ganhadores se esquecem de conferir os resultados. Ou seja, as pessoas nem se dão conta que ganharam e, por isso, um número tão alto de premiações não requeridas.


Outra explicação também recorrente é a perda do bilhete. Como o comprovante é bem pequeno e feito em papel é comum que se misture no lixo por acidente e o ganhador fica então impossibilitado de fazer o resgate.


Você deve estar se perguntando o que é feito com todo esse dinheiro não é mesmo? Segundo a Caixa Econômica Federal, o valor não levantado pelos ganahdores vai para o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, o FIES.


O que fazer para não cometer o erro de não resgatar o prêmio
Existem algumas dicas que você pode seguir para não cometer esse erro e perder a grande chance da sua vida. Aqui vai algumas delas:
1-    Jogue em plataformas online, porque quando você joga nesse modelo as chances de você se esquecer são bem menores. Segundo a fonte de uma das várias plataformas remotas há a notificação do ganhador através de email ou mensagem telefônica. Ou seja, você provavelmente não vai perder o prazo de resgate.
2-    Marque a data na sua agenda ou coloque um lembrete no seu celular para te lembrar de conferir o resultado dos jogos que você fez.
3-    Crie a sua rotina de conferir os jogos porque assim haverá sempre um dia na sua semana que será dedicada para isso então você não vai perder a chance de resgatar caso tenha a sorte de levar o prêmio.
4-    Guarde todos os seus bilhetes no mesmo lugar para que todos passam pela sua correção semanal. Vai ser muito mais difícil achar o bilhete dentro do bolso da calça que você vestiu no dia que apostou do que apenas abrir uma caixa bem organizada com todos os seus jogos. Então invista nisso!
5-    Quando você conferir o seu bilhete e ver que ele foi premiado escreva, a caneta, o seu nome e seu CPF no verso e tire várias cópias. Assim, ninguém vai poder sacar o dinheiro no seu lugar ou dizer que o bilhete era dele. Tome sempre cuidado com isso!


Leia também