Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cultura/Dança | 19/10/2019

Movimento da alma

BÁRBARA CAMARGO - DA REDAÇÃO

“A dança é a linguagem escondida da alma”. A bailarina norte-americana Martha Graham imortalizou, em uma frase, o poder da dança como pura expressão da arte. Para celebrar e reverenciar a dança, de 28 a 31 deste mês, acontece a segunda edição do Projeto ArteAlma, em Santos. A iniciativa trará os múltiplos aspectos da arte, como cinema e fotografia, em uma programação acessível e plural.

 

A produtora cultural Maria Caniati, radicada na França, é a organizadora do evento e tem em seu pai, o coreógrafo italiano Silvano e a irmã e bailarina Thais Caniati, suas grandes inspirações. “Eu cresci neste mundo da dança, nas coxias, encantada com o teatro, os bastidores, os bailarinos. Rodei o mundo acompanhando meus pais e sempre quis retornar ao Brasil trazendo algo neste sentido”. 

 

Nascida em Santos, ela cresceu assistindo as coreografias do pai, que mantinha a escola Oficina de Dança na cidade, em meados da década de 80. Conceituado e respeitado, o grupo de Silvano recebeu vários prêmios em importantes festivais nacionais e internacionais. “Na época, sua obra foi considerada inovadora. As coreografias tinham impacto e derrubaram clichês. É essa essência que queremos trazer ao projeto”. 

 

Democratizar a dança, quebrar tabus e torná-la mais próxima de pessoas de todas as idades são algumas propostas do ArteAlma, que terá ações na Aliança Francesa e no Sesc. “Queremos mostrar que a dança não está sozinha, que há uma conexão com outras linguagens, que é democrática, que todo mundo pode dançar”.  

 

A ação terá exposição de fotos de profissionais da cidade, como Nara Assunção, Amanda Cervantes, André Saleeby e Cida Ladaga. Todos estão envolvidos com a dança de alguma forma e cada um propõe uma linguagem diferente para o mesmo assunto, entre fotojornalismo, fotografia de palco, de estúdio e mobile. A programação está sendo preparada para que tudo seja feito de forma inclusiva. 

 

“A exposição receberá uma versão tátil, com bailarinos reproduzindo as cenas das obras, para que deficientes visuais possam sentir o que está nas fotos. Haverá também audiodescrição e percurso sensorial”. As fotos terão renda revertida para uma instituição de Santos.

 

Workshops de dança e exibição do documentário “La Danse” também estão entre as atividades propostas pelo ArteAlma. “Como temos a Aliança Francesa como parceira, pensamos em aproximar ainda mais França e Brasil, com uma sessão do filme que mostra os bastidores do Ballet da Ópera de Paris, desde as montagens dos figurinos, cenários, os ensaios”. 

 

Assim como a primeira edição do projeto, ocorrida em abril de 2018, este evento está sendo viabilizado por meio de um financiamento coletivo promovido na França e Itália. 

 

“O evento do ano passado foi um sucesso de público. Neste ano, realizamos a ‘vaquinha’ entre os amigos que moram na Europa. Isso mostra que, apesar das tensões políticas entre o Brasil e França, que aconteceram recentemente, existem seres humanos que investem e acreditam na arte. Este é um projeto que mexe muito com as pessoas, principalmente, em um momento em que a cultura está sendo perseguida e atacada no Brasil”, lembra Maria. 

 

Programação
28 a 31/10 - Exposição ELOS - Aliança Francesa 

 

28/10, às 19h30 - Aliança Francesa*
Exibição do Documentário "La Danse"

 

29/10 - Sesc Santos**
18h30 - Workshop Fotografia dançada, com  Tumobgrafia
21h - Os caminhos da dança, com Amanda Cervantes 

 

30/10 – Sesc
18h30 -  Escuta e sonorização do Corpo, com Célia Faustino
20h30 - Dança vivida, com Silvano Caniati

 

31/10 – Sesc Santos
18h30 - Dança sentida, com Silvano Caniati 

 

*Confirmar presença pelo tel.: 3237-2403
**Os workshops no Sesc têm inscrições pelo e-mail oficinas@santos.sescsp.org.br

 

Foto Nara Assunção
 


Leia também