Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Vida em Dia | 19/10/2019

Cefaleia: quando a dor de cabeça é preocupante

Jornalista

Uma das principais causas que levam uma pessoa ao pronto-socorro é a dor de cabeça. Só que ela pode aparecer por diversos motivos e com diferentes características. Segundo o neurocirurgião Felippe Pacheco, que inaugurou o Instituto Neurocirurgia, Ortopedia e Reabilitação (INOR) na última sexta, é importante saber os sinais de alarme que podem indicar algo mais sério e exigir exames específicos, como a tomografia, por exemplo. São eles:

 

- Dor de cabeça em explosão: aquela pior da vida, que já começa com com muita intensidade e de maneira abrupta.

 

- O incômodo que persiste por mais de 72 horas.

 

- A cefaleia que faz a pessoa acordar de dor.

 

- Dor de cabeça acompanhada de febre e alterações comportamentais.

 

- A que vem associada à alteração de força muscular ou fala.

 

- Cefaleia associada a convulsão

 

- Quando a dor persiste após história de trauma craniano com perda de consciência, amnésia e vômitos.

 

- A dor pós-trauma craniano em idosos sempre merece avaliação médica.

 

- Pacientes com doenças como câncer e HIV precisam ser investigadas com exame de imagem detalhado.

 

Foto Pixabay
 
 


Leia também