Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Fronteiras da Ciência | 18/04/2020

A importância de amar

Jadir Albino é apresentador do programa "Fronteiras da Ciência", exibido aos domingos, às 19h, na Santa Cecília TV, com reapresentação aos sábados, às 21h.

Um homem foi visitar um sábio conselheiro e disse-lhe que estava passando por muitas dificuldades em seu casamento. Falou-lhe que já não amava sua mulher e que pensava em separação.


O sábio o escutou, olhou-o nos olhos e disse-lhe: 


-Ame-a!


-Mas já não sinto nada por ela! -Retrucou o homem.


-Ame-a! -Disse-lhe novamente o sábio.


Diante do desconcerto do homem, depois de um breve silêncio, o sábio lhe disse o seguinte:


-Amar é uma decisão. É dedicação e entrega. É ação... -E continuou:


-Portanto, para amar é preciso apenas tomar uma decisão.


-Quando você se decide a cultivar um jardim, você sabe que é necessário preparar o terreno, semear, regar, esperar a germinação e a floração.


-Você sabe que haverá pragas, ervas daninhas, tempos de seca ou de excesso de chuva, mas se você está decidido a ter um belo jardim, jamais desistirá, por maiores que sejam as dificuldades.


-Assim também acontece no campo do amor. É preciso dedicação, cuidado, espera.


-Assim, se quiser cultivar as flores da afeição, dedique-se. Ame seu par, aceite-o, valorize-o, respeite-o, dê afeto e ternura, admire-o e compreenda-o...
-Isso é tudo...apenas ame!


[Com base na Redação do Momento Espírita]


Os conceitos atribuídos ao amor são inúmeros. As discussões filosóficas tornam-se sem fim.


Porém, o que realmente precisamos conhecer é sua prática, sua vivência em nossos dias.


A compreensão maior virá como consequência, como se precisássemos estar em seu íntimo para finalmente descobri-lo.


O amor é o sacrifício pelo próximo que, aos olhos do mundo, é pesado, é difícil, mas para quem ama é leve, gratificante.


Amar é interessar-se pela vida do outro, é perguntar: -Como foi seu dia? 


É questionar: -Você está bem? -E estar realmente atento para ouvir a resposta.


Amar é modificar nossa rotina para ouvir um amigo, fazer-lhe uma visita, levar notícias boas.


Amar é reunir a família, sem a necessidade de uma comemoração especial, apenas para celebrar a presença de todos, para fortalecer os laços.


Amar é adiar um sonho para atender as necessidades de um filho, de um pai, de uma mãe.


Amar é respeitar as opiniões dos outros, mesmo que elas sejam diferentes das nossas.


É abraçar os familiares, não apenas quando celebrem aniversários, ou conquistas, mas sempre que o coração lembrar do quanto se querem bem, principalmente a esposa ou o marido.


Amar é chorar junto. É sorrir junto. É sempre guardar a esperança de que tudo será melhor.


Amar é saber dizer sim. É saber dizer não. É saber ouvir um sim, saber ouvir um não.


Aqueles que amamos jamais serão um peso em nossas vidas. Pelo contrário, serão eles que nos farão mais leves. Serão eles os agentes que farão com que nossa consciência esteja satisfeita, que nosso íntimo receba energias revigorantes do Alto, fazendo-nos mais felizes.


O verdadeiro amor não está distante. Não está apenas nos romances literários, nos poemas inspirados, nas imagens dos sonhos. Ele está conosco nos pequenos gestos de carinho, nas gentilezas inesperadas, nas renúncias.


O verdadeiro amor não está distante. Ele aguarda apenas que as mãos fortes da vontade o alcancem, e concedam-lhe a chance de respirar os ares do mundo.


PAZ, SAÚDE E PROSPERIDADE
 


Leia também

Colunistas | 19/09/2020
Colunistas | 12/09/2020
Colunistas | 31/08/2020