Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cultura/Roteiro Cultural | 02/05/2020

Livros para curtir durante a quarentena

Por conta da pandemia, todos os eventos culturais com público foram cancelados —assim, o tradicional Roteiro foi suspenso. Como alternativa, o Jornal da Orla publica dicas de livros, dadas por leitores, para tornar a permanência em casa mais agradável em tempos de novo Coronavírus:
 

 

Se você é leitor diletante, deixe pra lá. Mas se é daqueles que gostam de se aprofundar na obra de grandes autores, não pode deixar de ler “Maquinação do Mundo: Drummond e a Mineração”, de José Miguel Wisnik. O livro é um mergulho sensível e denso na relação da obra do poeta com a mineração, sobretudo a dilapidação do monte Cauê pelos ingleses da Vale do Rio Doce, que ele assistiu de sua janela durante a infância em Itabira. Toda a parte final do livro é dedicada ao poema “A Máquina do Mundo”, considerado por muitos como a obra maior de Drummond.
Julinho Bittencourt, jornalista e músico

 

“Vidas secas” marcou muito minha infância, pois na leitura conseguimos viver a saga das famílias do guerreiro povo nordestino frente à terrível seca e a busca incessante da terra maravilhosa chamada no livro de Canaã. No passar as páginas entramos com o autor na difícil colheita e criação de animais com um local onde a água fica a léguas e, se não bastasse ter que caminhar em um solo seco e todo irregular, tinha pela frente um sol castigador na pele ressecada em um corpo que carrega uma pesada lata d’água na cabeça. Este é o forte povo de nosso sertão nordestino.
Elias Carneiro, auditor fiscal da Receita Federal

 

Um livro delicioso para se entreter nesses tempos difíceis é "Mulherzinhas", de Louisa May Alcott,  inspirado em sua própria vida. A história é de uma garota e sua luta para superar as muitas dificuldades de sua família adorável - pai, mãe e três irmãs. Na vida real, Louisa tinha adoração por seu pai, de grandes ideais feministas e abolicionistas, mas um desastre nas finanças. Ela ajudava a sustentar a casa com suas costuras e, nos intervalos, conseguiu escrever esse seu primeiro livro, que se tornou um best-seller. Quem ler pode depois assistir ao longa "Adoráveis Mulheres" e comparar. É um livro sensacional e com bom preço.
Valdemar Lopes, professor de inglês e crítico de cinema

 

Eu recomendo o livro “Ninguém é campeão por acaso”, do ex-jogador de vôlei Renan Dal Zotto. Ele fala sobre o que passou na vida, da resiliência que ele tem, a ousadia, pois ele sempre buscou se provocar para fazer algo que ultrapasse seus limites. É importante, porque muita gente não acredita no que você é capaz de fazer. No livro, ele fala sobre a tensão que ele passou quando o filho dele teve leucemia, mas ele nunca desmoronou, sempre procurou bater metas. Como estou cursando educação física também estou lendo livros bem específicos, sobre hipertrofia, que me ajudam muito nos meus treinamentos e provas.
Vanessa Cristina, paratleta, campeã da Meia Maratona de Lisboa, da Maratona de Sevilla e da Maratona de Los Angeles

 

"Espírito Santo", do pastor Benny Hinn, conta as experiências que ele teve com o Espírito Santo, e como essas experiências mudaram sua vida, que o impactaram de tal forma que nunca ele mais foi o mesmo, depois desse encontro. Descobrir mais sobre o Espírito Santo está sendo libertador, é uma experiência poderosa! Benny Hinn torna a Palavra de Deus extremamente real para nós e dentro de nós. É um livro que me fez chorar, rir e querer viver tudo que Benny vive e viveu. Recomendo!
Eduardo Filetti, veterinário e professor universitário


Leia também