Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cultura/Leitura | 20/05/2020

Tradicional livraria de rua em Santos, Realejo completa 19 anos

No dia 21 de maio de 2001, surgia a livraria e editora que hoje é referência na cidade

O dia era 21 de maio de 2001. O local, o prédio do curso de Filosofia, em frente ao de Jornalismo, na Universidade Católica de Santos. O livreiro José Luiz Tahan tinha, enfim, sua própria livraria. Hoje, no 19º aniversário da Realejo Livros & Edições, muita coisa mudou: desde o endereço até a implantação do serviço como editora.

 

Em 2003, já com o escritor e também santista José Roberto Torero ao lado de Tahan na empreitada, a Realejo se mudou para o Gonzaga, conhecida como o coração da cidade de Santos, onde ali, no nº2 da Avenida Marechal Deodoro, também se transformaria em point para o leitor caiçara. 

 

A parceria com Torero durou até 2005 e, um ano depois, Tahan decidiu que era momento para expandir os horizontes e o portfólio pessoal e da livraria. Com vocação e gosto pela edição de obras, o livreiro optou por dar vida à Realejo Edições. 

 

O próximo passo para a expansão da marca foi dado em 2007, com a abertura de uma segunda unidade, no Shopping Miramar, e Tahan confessa: não foi das mais proveitosas experiências. “Tanto na universidade, quanto no shopping, eu não tive muito prazer nos trabalhos. A relação com os leitores era fria e eu desejava ser mais próximo dos clientes, mas o andamento do shopping transformava em menos íntima a relação entre livreiro e leitor”, explica.

 

O encerramento das atividades no shopping veio em 2009, e como em outras oportunidades, cada fim de ciclo fazia com que o livreiro moldasse melhor o que queria para ele e para a livraria e editora. Foi neste momento que entendeu que os eventos literários eram uma importante característica da Realejo, quando decidiu construir a ideia do que hoje é o maior e mais longevo festival literário do estado de São Paulo: a Tarrafa Literária.

 

Realizada anualmente, a Tarrafa Literária reúne grandes nomes da literatura internacional para debates pertinentes e abertos à população. Os assuntos vão desde o tema central do festival, a literatura, até debates sobre jornalismo, ciência, história, feminismo, ética, filosofia e, até mesmo, futebol, uma das paixões de Tahan além dos livros.

 

Neste momento de isolamento social, o aprendizado do livreiro, como ele mesmo conta, continua sendo diário. A loja está fechada desde o início da quarentena e os três funcionários foram liberados para ficarem em suas casas sem cortes nos salários. Entretanto, Tahan implementou o sistema de livreiro à domicílio, indicando e entregando os livros para seus leitores e clientes, desde os mais antigos até os novos, que gostaram e aderiram ao serviço. “Nós vivemos um momento dramático da pandemia, mas eu, particularmente, estou tendo redescobertas nesses dois meses trabalhando em outro formato e reinventando minha maneira de trabalhar”, salienta.

 

O trabalho como livreiro à domicílio tem rendido boas histórias, onde já foi recebido de diferentes maneiras para a entrega de um pedido. Em alguns casos o cliente opta por abrir a porta e conversar sobre literatura e cotidiano, mas outros cenários curiosos foram vividos, como o cliente que abriu apenas uma fresta da porta de sua casa para receber o livro e efetuar o pagamento, ou o porteiro que, em uma guarita suspensa, jogou uma corda para que o livreiro colocasse o produto sem qualquer contato que fosse. “Quando tudo passar, voltaremos para o sistema de atendimento convencional, mas transformados. Eu vou guardar comigo muitas experiências e aprendizados bacanas, além de muitas crônicas que eu tenho escrito sobre estes momentos”, revela.

 

Nestes 19 anos de história, José Luiz Tahan conduziu a Realejo Livros & Edições à promoção de 12 edições da Tarrafa Literária, à publicação de mais de 150 obras pela editora, e à livraria que, em tempos normais, conta com sessões de autógrafo, música boa na porta e clubes de leitura para simbolizar a essência da relação entre livreiro e leitor.

 

E para comemorar a data, José Luiz Tahan convidou o seu amigo “americano”, o escritor e jornalista Matthew Shirts para uma LIVE nesta quinta-feira (dia 21/05), às 20h, no instagram da Realejo Livros com o tema: Livros, Autores e Leitores.
 


Leia também