Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Mundo Pet | 13/06/2020

Um pouquinho de treino e muito amor

É repórter do Jornal da Orla e "mãe" de dois cães, a Lola e o Paluza

Treinadores são uma santa ajuda para educar o seu amigão.

Móveis destruídos, xixi fora do lugar, ansiedade, latidos em excesso, puxar na hora do passeio. Ter um animal, especialmente um cão, nem sempre é sinônimo de casa limpa e tranquilidade. Assim como as crianças, os pets também precisam de limites. Quem não faz ideia de como começar a educar o seu amigão pode investir no serviço de um treinador. 


Esses profissionais não trabalham apenas com animais de competição e são uma santa ajuda, mesmo quando parece que o seu bichinho não tem mais solução. Confira entrevista com a zootecnista especialista em comportamento animal Thainna Porto:

 

O treinamento pode ser aplicado a todas as raças?
Sim, todas as raças e espécies (cachorro, gato, aves, coelhos,...).


Quanto tempo você estima para que o animal comece a responder?
Isso depende muito, cada animal responde no seu tempo e do seu jeito. Não existe uma “receita de bolo” que eu utilizo pra todos. Eu preciso conhecer o pet, sua rotina, suas características, para assim trabalhar em cima disso. O que eu sempre digo pra os meus clientes é que quanto mais dispostos eles estiverem de seguir as dicas, recomendações e treinos, mais estimulados são os pets e mais rápido temos as respostas e soluções dos problemas!


Por quantas vezes na semana deve acontecer o treinamento? O tutor acompanha?
O mais comum são duas aulas semanais em dias alternados. Tenho clientes que trabalham o dia inteiro e, às vezes, não conseguem acompanhar todas as aulas. Uso outros recursos, como vídeos, também tiro dúvidas e estou sempre em contato via telefone.


Há treinamento para os passeios também?
O passeio começa quando o tutor pensa em passear. Passando pela colação da guia, sair de casa, pegar o elevador, sair do prédio, ou casa. Então, todos esses pontos precisam estar alinhados para que o passeio seja algo agradável para o dono e para o pet.


Neste período de quarentena, quais as suas dicas para quem está por mais tempo em casa com o animal?
Minhas principais dicas em relação ao gasto de energia são enriquecimento de ambiente, com brinquedos interativos e treinos de pequena duração diariamente que estimulem o físico e mental. Tudo isso é muito importante em toda a vida deles, mas nesse período de quarentena, onde eles acabam saindo menos para passear, essas são ótimas opções para diminuir o tempo em ócio dos pets.
 

 


Leia também