Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Fronteiras da Ciência | 22/07/2020

Determinação

Jadir Albino é apresentador do programa "Fronteiras da Ciência", exibido aos domingos, às 19h, na Santa Cecília TV, com reapresentação aos sábados, às 21h.

Filipina usa sapatilhas de corrida feitas com ataduras e ganha medalhas de ouro.

A força de vontade e a determinação de algumas pessoas nos deixam muitas vezes surpresos, com sucessos que alcançam.


Uma garota filipina, de apenas 11 anos, deu uma grande demonstração a respeito disso.


Ela tinha uma competição de atletismo escolar para participar.


Com o seu empenho diário, ela se preparou para competir.


Havia, no entanto, um problema maior a ser vencido. Para participar ela precisava estar calçando tênis.


Houve quem desistisse da competição por causa desse detalhe.


Mas a pequena Rhea Bullos estava determinada a competir.


Não tendo como adquirir o calçado, se serviu de toda a sua criatividade. Conseguiu fita adesiva e enrolou dedos e pés. Com um marcador verde, desenhou o logotipo de uma marca conhecida.


Ela estava equipada para a disputa. Não eram tênis de verdade, mas lhe permitiram competir nas corridas de quatrocentos, oitocentos e mil e quinhentos metros.


Venceu em todas as modalidades e conquistou três Medalhas de Ouro.


Esse dia, com certeza, não deixará jamais suas lembranças. Essa determinação será sua marca registrada.


[com base em informações colhidas de Rhea Bullos e da Redação do Momento Espírita]


Gratificante é partirmos na busca de nossos objetivos, dispostos a alcançá-los.


Dificuldades sempre surgem, mas a alma corajosa e determinada tem fatores de sucesso a seu favor.


Com persistência podemos transformar em conquistas as adversidades da vida bem como ir solucionando, pouco a pouco, os vários obstáculos.


Os momentos que parecem difíceis são oportunidades para mudarmos a direção do que não está bem em nossa rotina.


Às vezes, a caminhada se faz em linha reta, sem exigir muito discernimento. Entretanto, de outras, surgem curvas pelo caminho que nos exigem providências.


Fazer das curvas e contracurvas momentos de meditação e introspecção, de humildade e fé para superar as dificuldades é buscar nossa própria superação.


Por mais difícil possam parecer os desafios que enfrentemos, a disposição em arriscar e a determinação em não desistir do objetivo nos caracterizarão como vencedores.


A vontade é a grande mola impulsionadora de tudo o que desejamos realizar. A força de vontade é poderoso leme que nos poderá conduzir ao porto dos nossos sonhos.


Tudo que nos exija determinação, esforço, persistência e suor; tudo que idealizamos e conseguimos tornar realidade, passa a ser ponto marcante em nossa evolução.


A confiança nas próprias forças permite ao homem executar grandes feitos, promovendo o afastamento das montanhas das dificuldades.


Essa confiança gera a perseverança, a energia e os recursos necessários para vencer os obstáculos, tanto nas pequenas coisas, como nas grandes.


Essa confiança confere uma espécie de lucidez que permite se veja, em pensamento, a meta que se quer alcançar e os meios de chegar lá.


A essa confiança podemos chamar de fé em si mesmo. 


Ela confere calma. 


Também a paciência que sabe esperar, porque, tendo seu ponto de apoio na inteligência e na compreensão das coisas, tem a certeza de chegar ao objetivo visado.


Determinação e fé são ferramentas valiosas para nosso progresso.

 

PAZ, SAÚDE E PROSPERIDADE
 


Leia também

Colunistas | 11/08/2020
Colunistas | 08/08/2020
Colunistas | 01/08/2020