Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Mundo Pet | 01/08/2020

Tosse e espirros podem ser sinais de gripe canina

É repórter do Jornal da Orla e "mãe" de dois cães, a Lola e o Paluza

Foto: Freepik

Se não tratados, os sintomas podem levar o animal a óbito.

Assim como os humanos, os pets também são suscetíveis a doenças, muitas delas parecidas com as que nós contraímos, como a gripe. Tosse frequente, espirros, secreção pelo nariz, boca e olhos são alguns sinais que devem ser investigados.


De acordo com o médico veterinário João Gustavo de Souza, do Lovely Dog, como alguns sintomas da Tosse dos Canis ou Traqueobronquite Infecciosa Canina parecem simples, é possível que o tutor ache que está tudo bem e, por isso, opte por não levar o cão ao médico. 


“Em casos de cães muito jovens ou idosos, a Tosse dos Canis pode resultar num quadro de saúde mais grave, como pneumonia, o que pode ser fatal”, alerta o especialista.


Apesar de contagiosa entre os cães, a gripe canina não é uma zoonose, portanto não é transmitida para o homem.     


Tratamento
O tratamento inclui antibióticos específicos e reforço imunológico. Exames de sangue e raio – X de tórax podem também ser solicitados para identificar problemas secundários decorrentes da infecção.


Como prevenir?
A melhor forma de evitar que os cães sejam infectados pela Tosse dos Canis é a vacinação. Fale com o veterinário do seu bichinho sobre a vacina e atualize a carteirinha. João Gustavo de Souza também orienta os tutores sobre o que deve ser feito em casa, durante o inverno:


- Evite passeios em horários mais frios;
- Não exponha o animal ao frio após um banho quente;
- Não compartilhe comedouros e bebedouros em caso de ter mais de um pet.
- Não é indicado que ele permaneça no quintal ou área externa da casa nos dias de temperaturas frias, mas, caso não seja possível, providencie um abrigo que o proteja do vento e das baixas temperaturas;
- Aposte em roupinhas simples, mas bem quentinhas.
 


Leia também