Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cultura/Leitura | 28/09/2020

Jornalista lança 'Catorze', livro de ficção e drama na antiga Santos

DA REDAÇÃO
Foto: Divulgação

Livro digital de Rafael Motta narra a ‘via-sacra’ do personagem Erasmo Cupertino.

Erasmo, nascido em um morro, filho caçula de modestos portugueses, ficou só. Os pais morreram, e a família brigou e se dispersou por causa de um velho casebre de madeira. Daí, meses após completar dezoito anos, ele resolveu sobreviver no asfalto. Juntou suas poucas economias e partiu para os arredores da zona portuária de Santos.

 

Ao procurar um canto para morar, Erasmo se deparou com uma mulher atraente, rica e arrogante. Apaixonou-se. Mas, em um momento decisivo para ele, ela lhe disse uma mentira. Essa inverdade levou Erasmo a pontos físicos e morais aonde jamais imaginara ir, pôs sua vida em risco e, aos trancos, moldou o homem. Uma via-sacra.

 

‘Catorze — A Via-Sacra de Erasmo Cupertino’ é um romance que se passa em uma região que cresce e se transforma rapidamente. A ficção se mistura a diferentes realidades do ambiente, dos costumes, da ganância, do mundo do trabalho e de relações nem sempre sinceras entre pessoas cujos caminhos se entrelaçam por toda a vida.

 

O livro, digital, pode ser adquirido por R$ 9,90. 

 

O autor — Nascido em Santos em 19 de dezembro de 1978, Rafael Motta é jornalista, formado pela Universidade Católica de Santos e pós-graduado em Docência no Ensino Superior pelo Centro Universitário Senac.

 

'Catorze’ é seu segundo livro. Também escreveu ‘Tarquínio – Começar de Novo’ (Editora Leopoldianum, 2012), uma biografia sobre Esmeraldo Tarquínio, único negro eleito prefeito de Santos, cassado pela ditadura instaurada em 1964 antes mesmo de tomar posse e símbolo da luta pela retomada das eleições livres para o governo da cidade.


Leia também