Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Empreendedores/Empreendedores | 16/09/2020

Como vender mais na Black Friday 2020?

Pi
conteúdo patrocinado
Imagem de Linus Schütz por Pixabay

Marcada para a última sexta-feira de novembro, exatamente no dia 27, a Black Friday 2020 deve entrar para a história com forte participação do comércio varejista brasileiro. Isso deve acontecer por causa do apelo da data e também da economia fragilizada por causa da pandemia da Covid-19.

 

Ou seja, empresários devem investir pesado em promoções e também em publicidade para vender mais na Black Friday 2020.

 

Esse é o momento para marcas equilibrarem as vendas e buscar encerrar o ano no azul, já que o depois desta data vão restar apenas as demandas do Natal.

 

Para quem já tem uma loja há mais de um ano, o estudo do público é necessário para ajustar oferta e linguagem e buscar melhores resultados na edição deste ano. Já empresários que iniciaram o negócio agora podem investir em pesquisa de mercado para evitar erros que possam comprometer o sucesso nas vendas.

 

Pensando nisso, abaixo estão algumas dicas que são valiosas para os dois cenários e vão te ajudar a elaborar um planejamento estratégico comercial. Boa leitura!

Invista em estudo de dados

Seja você um grande varejista ou mesmo um pequeno empresário do interior, não dá mais para tomar decisões baseadas apenas em crenças.

 

A internet permite aprofundar bem no comportamento dos usuários, entender a sazonalidade e preferências deles e também avaliar o que os concorrentes diretos e indiretos já fizeram em edições passadas da Black Friday.

 

Se você ainda não conhece, use a ferramenta Google Trends para estudar o que o seu público regional e nacional pesquisa nesta data, veja quais são as dores deles e ajuste a sua comunicação para convencê-los.

Tenha metas claras e realistas

Com base no estudo anterior você vai chegar a uma expectativa de demanda na Black Friday 2020. Com isso, avalie as oportunidades para seus produtos e serviços e também a capacidade que sua loja tem para atender essa demanda.

 

Por exemplo, vamos supor que cerca de 2 mil pesquisas por promoção de geladeira são feitas na Black Friday. Em qual posição seu site aparece? Você está também nos marketplaces? Qual o custo do seu frete comparado aos demais concorrentes?

 

As respostas às dúvidas acima vão ajudar a projetar um desempenho para esse departamento e para a loja toda.

 

Se um produto determinado está muito bem rankeado, avalie o caso de negociar com o fornecedor para aumentar a disponibilidade e aproveitar tal oportunidade.

 

Não sabe por onde começar? Veja dicas de como montar um dashboard de metas aqui.

Estude as falhas de seus concorrentes

A internet é um livro aberto e todos os seus erros ficam registrados nos fóruns de consumidores, nas redes sociais e também em sites como Reclame Aqui. Você pode usar esse histórico para aperfeiçoar processos internos e ter uma vantagem comercial.

 

É sério, poucas pessoas aproveitam essas informações e reclamações dos clientes dos concorrentes para melhorar os processos internos e ter vantagem em relação a eles.

 

Ao estudar e melhorar cada ponto, você pode usar isso na sua comunicação e atrair mais vendas. Por exemplo, “Aqui seu produto chega mais rápido”. Maior parcelamento que você vai encontrar”.

Não engane o consumidor

No tópico anterior eu comentei que tudo fica registrado e no começo da Black Friday o Brasil muitas marcas cometeram o erro de aumentar o preço uma semana antes e depois baixar, dizendo que era promoção.

 

Logo os consumidores criaram um slogan para a Black Friday, “tudo pela metade do dobro!”.

 

Existem diversos sites como Zoom e Buscapé que registram o histórico de preços de um produto em uma loja e os consumidores sabem usar bem esta função. Além disso, o próprio Procon fiscaliza essa prática para aplicar multas em empresas que tentam enganar o cliente.

 

 

Agora que você sabe disso, elabore uma planilha de produtos e preços que podem ser praticados na data e veja qual a margem máxima de desconto e ticket médio que terá como meta durante o evento.

 

De acordo com o comportamento do seu usuário, pode ser interessante ampliar o desconto em um único produto que vai servir de isca para que outros acessórios sejam também comprados.

 

Esse tipo de ação é sempre bem-vinda e gera mídia espontânea. Porém, tome cuidado para que tenha uma quantidade razoável em estoque para que o tiro não saia pela culatra.

 

Vamos supor que você venda celulares de última geração e saiu agora o novo Iphone.

 

Colocar a atual edição com 70% de desconto e apenas duas unidades em estoque vai gerar constrangimento e sua loja pode ainda sofrer com uma ação do Procon.

 

Estude bem o seu público e avalie a sua capacidade de atendimento e também as ações de marketing que irá fazer. Foque sempre em uma boa experiência do cliente com a sua empresa e terá sucesso nesta data comercia.


Leia também