Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Notícias/Regional | 22/02/2021

Mutirão 'Adote uma Escola' mobiliza cerca de 300 voluntários

Divulgação/PMSV

“Pertencimento”. Este foi o principal sentimento que tomou conta dos participantes do primeiro mutirão “Adote uma escola”, realizado no final de semana, a partir de uma convocação do prefeito Kayo Amado. Cerca de 300 voluntários se dividiram entre oito escolas nesta primeira etapa realizada no fim de semana (20 e 21).

 

As unidades de ensino receberam serviços de manutenção, pintura, troca de lâmpadas, limpeza e jardinagem, como a EMEF Antonio Fernando dos Reis, na Vila Voturuá, que teve a professora Vandilma Silva Galindo como coordenadora dos trabalhos. “Este mutirão representa a reaproximação com as escolas, o restabelecimento dos vínculos da comunidade com a escola. É assim que resgatamos valores como a cultura do cuidado, da conscientização e do pertencimento.”

 

Logo no início da ação, o prefeito Kayo Amado chegou para acompanhar os serviços executados e também botou a mão na massa. Além de ajudar a limpar a quadra de esportes, o prefeito fez a pintura de um dos muros da escola.

 

Secretários municipais, servidores e vereadores se juntaram aos professores, diretores, vizinhos e pais de alunos que se empenharam para deixar as escolas mais bonitas e em melhores condições para receberem os alunos na volta às aulas. O secretário de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Paulo Fiamenghi, explicou que a ação foi organizada considerando duas etapas. “Na primeira, durante a semana, a Sedup realiza o trabalho mais pesado, como reparo nos telhados, da rede hidráulica e elétrica. No fim de semana, os voluntários fazem os serviços de retoques de pintura, jardinagem e limpeza”.

 

Além dos reparos, os voluntários também se preocuparam em deixar a escola mais bonita para as crianças. A EMEF Octávio de Césare, no Catiapoã, contou com a participação do grafiteiro Nilo, que decorou a entrada e os corredores da escola. “É um sentimento bonito, de tomar posse do que é nosso, do que é público e de fazer a nossa parte como cidadão.”

 

Também receberam benfeitorias do mutirão as seguintes escolas: EMEF Raquel de Castro Ferreira (Parque Bitaru), EMEI Maria Elizabeth Ramos da Silva (Samaritá), EMEI Clemente Ferreira (Vila Melo), EMEIEF Mauro Aparecido de Godoy (Pompeba), EMEIEF Província de Okinawa (Vila Margarida) e EMEIEF Professor Gilson Kool (Vila Mathias).

 

A Secretária de Educação, Nívea Marsili disse que o trabalho do mutirão foi emocionante. “A escola que a gente sonha é a escola para a criança feita pela criança e por toda a comunidade. Houve momentos em que todo mundo se emocionou com a ação, com o trabalho que estava sendo realizado e principalmente com os resultados.”

 

Para o prefeito Kayo Amado, o mutirão representa a parceria importante da população com o poder público.  “É uma oportunidade, não só de melhorar a cidade, mas de todo mundo se sentir parte da mudança, parte da história de São Vicente. Que movimento lindo que a gente começou nesta cidade! E podem ter certeza de que, juntos, estaremos cada vez mais fortes para fazer as mudanças que São Vicente tanto precisa”.

 

O mutirão Adote uma Escola continua no próximo fim de semana. Em breve a Seduc irá divulgar a lista das escolas que receberão o trabalho dos voluntários vicentinos.


Leia também