Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Novo Coronavírus/Novo Coronavírus | 23/02/2021

Santos é a segunda cidade que mais vacinou em SP

Marcelo Martins/PMS

7,4% da população santista já recebeu ao menos a primeira dose.

O município de Santos é o segundo do Estado de São Paulo que mais vacinou a população contra a covid-19, em termos proporcionais. De acordo com levantamento divulgado na segunda-feira (22), 7,4% da população santista já recebeu ao menos a primeira dose de vacina. O balanço considera apenas os municípios com mais de 100 mil habitantes.

 

Desde 19 de janeiro, a Prefeitura de Santos recebeu 43.519 doses de vacina (Oxford e CoronaVac), que foram totalmente disponibilizadas aos profissionais de saúde da linha de frente contra a covid-19, idosos em casas de repouso e cuidadores que atuam nestes estabelecimentos, trabalhadores da saúde e idosos com 85 anos ou mais. A oferta das doses a estes públicos seguiu o cronograma de vacinação do Plano Estadual de Imunização.

 

O Vacinômetro do Estado aponta 38.375 doses aplicadas na Cidade. Vale lembrar que há um atraso entre o cadastro das doses e a divulgação por parte da plataforma.

 

RESULTADO
"Não medimos esforços para vacinar nossa população, que tem uma grande porcentagem de idosos. Planejamos nossas ações e também contamos com o empenho dos profissionais da Saúde, que fazem um brilhante trabalho. Demos acesso à vacina aos profissionais da linha de frente em seus postos de trabalho, além dos demais públicos nas policlínicas e drive thrus. Sem esquecer dos acamados, que foram vacinados no conforto de sua casa", destaca o prefeito Rogério Santos.

 

O resultado do ranking é reflexo da capacidade de vacinação do município de Santos, que chega a aplicar, em média, mil por hora. No último dia 11 de fevereiro, quando a Cidade antecipou a vacinação dos idosos com 85 anos ou mais, 1.500 funcionários da Saúde trabalharam simultaneamente. Destes, cerca de 150 atuaram no drive thru na Arena Santos, cuja fila foi zerada pouco após o meio-dia.

 

MAIS DOSES
O Município aguarda a chegada de novas remessas de doses para reiniciar a campanha de vacinação. De acordo com o Estado, a próxima etapa inicia em 1º de março, com a imunização dos idosos com 80 anos ou mais. Vale lembrar que, caso algum idoso não tenha se vacinado nas etapas anteriores, pode buscar a dose tão logo reinicie a campanha.

 

Também são aguardadas as vacinas necessárias para a segunda dose dos trabalhadores da saúde. O Estado ampliou o intervalo entre as doses de CoronaVac para 28 dias. Já a vacina de Oxford/AstraZeneca tem intervalo de 12 semanas.


Leia também