Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Cultura/Teatro | 26/02/2021

Com 6º FestKaos, Cubatão se torna 'capital do teatro' em março

Andre Stefano/Divulgação

A companhia paulistana Os Satyros abre a programação.

Grupos consagrados de diferentes territórios farão do Teatro do Kaos a sua morada virtual nesta semana durante o 6º FestKaos - Festival Arte Criativa. A iniciativa gratuita que reúne milhares de espectadores será realizada de 1º a 7 de março no Facebook e YouTube.


 
A programação diária tem início às 20 horas, quando serão veiculados os produtos confeccionados por 28 trabalhadores da cultura do litoral paulista nas áreas de: acessórios, artesanato, gastronomia e moda. Já às 21 horas, será a vez de exibir os espetáculos. Ainda, haverá inserções nas redes sociais sobre entidades socioassistenciais da Baixada Santista.


 
A paulistana Cia. Os Satyros sobe ao palco on line no dia 1º com 'As Mariposas' (foto). O mais novo espetáculo do coletivo imagina o mundo no século 22, em meio a um grande desastre ambiental e uma ditadura. Porém, o tempo não parou no Beco de Alma de Vera - um elegante ponto de encontro - e em um escritório que exporta algoritmos. 
 


A companhia reúne no espetáculo 13 atores assinado por Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez, que também a dirige. Em sua trajetória, o grupo criado em 1989 encenou mais de 100 obras, apresentou-se em 27 países e ganhou mais de 100 prêmios, entre eles, APCA, APETESP, Governador do Estado de São Paulo, Mambembe e Shell.


 
Outro destaque será no dia 7, com a peça 'Romeu e Julieta', do belorizontino Grupo Galpão, com concepção e direção de Gabriel Villela. A obra transpõe a clássica tragédia do par de jovens enamorados para a cultura popular brasileira, reunindo técnicas de circo e a linguagem inspirada em Guimarães Rosa e no sertão mineiro.
 


A iniciativa também conta com 'Blitz, o império que nunca dorme' (Trupe Olho da Rua, dia 2), 'Lugar onde o peixe para' (Andaime Teatro, dia 3), 'Memórias da Rabeca' (Cia Mundu Rodá, dia 4), 'Poema suspenso para uma cidade em queda' (Cia Mugunzá de Teatro, dia 5) e 'Quem Matou Edvard Murch' (Núcleo do Ator Maestro, dia 6).
 
 


Leia também