Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Digital Jazz | 02/03/2021

Romero Lubambo - Pura inspiração no violão

Cássio Laranja é produtor musical e coordenador da rádio online Digital Jazz/Jornal da Orla

Nesta semana destaco o genial violonista, guitarrista, compositor e arranjador carioca Romero Lubambo, um dos artistas mais improvisadores que já conheci.


Já são mais de 50 anos de carreira e uma sólida atividade musical no exterior, uma vez que ele está radicado nos Estados Unidos desde 1985.


Seu nome, muito diferente, já lhe rendeu inúmeras histórias curiosas e muito engraçadas, pois muito nem sabem que ele é brasileiro.


Considero ele um artista iluminado, muito alegre e gente boa, e não se mostra nem um pouco incomodado de ser mais conhecido e respeitado no exterior do que aqui no Brasil. 


Seu prestígio no mundo da música, tanto para o público quanto para a crítica especializada é imenso, com absoluta e merecida justiça. É um dos músicos mais requisitados para shows e gravações.


Possui uma habilidade incrível e marcante, conseguindo transitar em diversos gêneros musicais, seja no violão ou na guitarra, mostrando sempre sua intensa brasilidade.


Suas parcerias na carreira são muito qualificadas e duradouras. Só para citar alguns nomes importantes: Mike Stern, Michael Brecker, Diana Krall, Stevie Wonder, Paquito D’ Rivera, Cesar Camargo Mariano, Yo Yo Ma, Dianne Reeves, Luciana Souza, Leny Andrade entre outros.


Ele chegou nos Estados Unidos na metade da década de 80 graças ao estímulo do seu grande amigo e parceiro, o contrabaixista Nilson Matta, que por lá á estava radicado.


Depois foi a vez de contar com o apoio do baterista Duduka da Fonseca que lhe abriu muitas portas em Nova Iorque.


Seu primeiro visto de trabalho foi assinado pela incrível cantora Astrud Gilberto, com quem tocou por 4 anos.
Outro nome muito importante na sua carreira, foi o do flautista americano Herbie Mann, um grande admirador e divulgador da música brasileira no exterior, tocando com ele até o ano de 2003.


Em 1986 formou ao lado dos amigos e parceiros já citados, Duduka e Nilson, o Trio da Paz, um dos nomes mais importantes do “Brazilian Jazz” no exterior, com diversos discos primorosos lançados.


Sua discografia como líder também merece destaque, tendo a maioria dos discos lançados no exterior, cada um deles contendo surpresas incríveis.

 


Dois lançamentos recentes merecem destaque, que foram gravados ao lado dos também geniais Edu Lobo e Mauro Senise.


O primeiro disco “Dos Navegantes” de 2017, inclusive ganhou o cobiçado prêmio Grammy Latino e o segundo, “Quase Memória” de 2019, ambos lançados pelo selo carioca Biscoito Fino.


Em 2020, em plena pandemia, tive a honra e o privilégio de fazer uma live incrível e emocionante para o Programa Momento Digital Jazz com Romero direto dos Estados Unidos, que contou com a participação muito especial da sua esposa e cantora americana Pamela Driggs. Momento absolutamente inesquecível com mais de 2 horas de duração!


Guardem bem o nome de Romero Lubambo, artista querido que tem uma pura inspiração nas cordas da guitarra e do violão.

 

 


Leia também