Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Notícias/Educação | 04/05/2021

Alunos retornam às escolas municipais de Santos em sistema híbrido

PMS

Escolas reabriram na segunda-feira (3).

“Estou muito feliz em voltar para a escola. Estava com saudade dos amigos e da professora. Sei que precisamos nos cuidar, usar máscara, álcool e ficar mais longe dos outros alunos, mas isso é importante para podermos ficar juntos no final. Cada um fazendo a sua parte, logo poderemos nos abraçar”, disse Manuella Cardozo dos Santos, 10, aluna do 5º ano da escola municipal João Papa Sobrinho (Gonzaga).

 

Ela estava empolgada com a retomada das atividades do modelo híbrido (aulas presenciais e remotas), iniciada na segunda-feira (3) na rede municipal para as classes de jardim, pré-escola e ensino fundamental, que ficarão até 14 de maio com atendimento diário de 20%, garantindo a oferta presencial de atendimento para 100% dos alunos ao final de uma semana. 

 

Logo na entrada, Manuella e os demais alunos tiveram a temperatura aferida, passaram o álcool em gel nas mãos e pisaram no tapete sanitizante. Na porta da sala de aula também havia um frasco de álcool em gel. Assim como foi realizado em fevereiro (início do ano letivo), as crianças foram orientadas sobre o distanciamento e a utilização da máscara. 

 

A diretora da ‘João Papa Sobrinho’, Eliana Paulo, explicou que a unidade está seguindo todas as regras (Diário Oficial de 28 de abril). “Estamos atendendo dentro da capacidade exigida (20%), durante quatro horas, com respeito a todos os protocolos sanitários. Os grupos de estudantes foram organizados de acordo com os dias da semana e os pais, informados por meio dos canais de comunicação da escola”, explicou.  A unidade atende 360 alunos do 1º ao 5º ano. 

 

DATAS
As turmas de maternal iniciarão o modelo híbrido em 10 de maio, permanecendo até o dia 14 atendendo 20% dos alunos diariamente. Já as salas dos berçários começarão o formato de aulas remotas e presenciais em 11 de maio, respeitando a mesma porcentagem das outras turmas de educação infantil. O período de permanência na escola será de, no mínimo, quatro horas (exceto EJA), considerando as condições de atendimento e a validação do supervisor de ensino.   

 

Em razão da prorrogação da fase de transição (1º a 9 de maio) anunciada pelo Governo do Estado de São Paulo, os alunos da educação de jovens e adultos continuarão com atendimento exclusivamente remoto até sexta-feira (7). No dia 10, 100% dos estudantes retornarão com atendimento, pelo menos três vezes na semana (19h às 22h). 

 

A partir do dia 17, todas as escolas deverão atender 35% dos alunos por dia, com frequência de, pelo menos, duas vezes por semana. 

 

“Estamos muito felizes com o empenho de nossos professores, escolas e todos os profissionais que fazem parte da educação municipal. As unidades se prepararam para este retorno, observando todos os cuidados necessários e prontos para acolher bem nossos alunos. Fizemos diversas reuniões para que tudo fosse planejado de maneira cautelosa e muito responsável, com o apoio da Secretaria de Saúde”, destacou a secretária de educação, Cristina Barletta.


Leia também