Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Mundo Pet | 10/06/2021

Mais de 3.500 cães e gatos são vacinados em Santos em quase três meses

É repórter do Jornal da Orla e "mãe" de dois cães, a Lola e o Paluza

Susan Hortas/PMS

Segunda etapa da vacinação será iniciada em julho.

A primeira etapa da campanha de vacinação de animais realizada pela Prefeitura de Santos já imunizou 3.550 cães e gatos, entre os meses de março e maio, com doses da V8 e V4, que previnem contra doenças virais. A ação da Coordenadoria de Defesa da Vida Animal (Codevida) prioriza animais de tutores que não têm condições de fazer a vacinação em clínicas particulares. Os cães e gatos devem estar castrados para receber a vacina.

 

Do total, 2.358 foram cães a partir de 45 dias de vida e 1.192 gatos a partir de 60. “Foi um balanço positivo e, com isso, conseguimos diminuir a circulação de doenças virais entre eles, que melhoram a saúde. A medicina preventiva é muito melhor para o animal, evitando seu sofrimento, e é mais barata que o tratamento”, afirma a coordenadora da Codevida, Karoline Castro, ressaltando que outra forma de prevenção de doenças é a castração em machos e fêmeas.

 

Esta primeira etapa da campanha foi feita com todos os protocolos de prevenção à covid-19 e contemplou os bairros Castelo, Rádio Clube, São Manoel, Caneleira, Santa Maria, Centro, Valongo, Macuco, Estuário, Marapé, Vale do Quilombo e morros do Pacheco, São Bento, Monte Serrat e José Menino.

 

A vacina V8 auxilia na prevenção da cinomose, hepatite infecciosa canina, parvovirose, coronavirose e leptospirose (sorovares Canicola e Icterohaemorrhagiae). Já a V4 previne contra panleucopenia, calicivirose, rinotraqueíte e clamidiose. 

 

SEGUNDA ETAPA
A segunda etapa da vacinação de cães e gatos será iniciada em julho, com disponibilização de 3.125 doses. Datas e locais ainda serão definidos. A ação será promovida toda semana em um bairro da Cidade pela Codevida, ligada à Secretaria de Meio Ambiente (Semam).

 


Leia também