Rádio Jornal da Orla/Digital Jazz

Ouça agora

Colunistas/Positividade | 16/06/2021

Mães, pais e filhos

Juliana Colella - Psicologia Positiva, não violência, espiritualidade e felicidade autêntica.

Uma das coisas mais importantes pra gente passar para nossos filhos é a força da esperança. Não a esperança ilusória, que espera que coisas mágicas aconteçam sem ações concretas. Mas ter em sua experiência, algo que traga sentido para existência, e os estimule a entrar em movimento.

 

Nosso mundo anda tão cheio de medos e limitações, que se bobeamos, não nos colocamos em movimento por não nos sentirmos capazes. Se nosso corpo pede pra gente poupar energia, e achamos que nossas ações não trarão resultados, mesmo inconscientemente vamos sabotando a realização de nossos sonhos. Ao transmitirmos a esperança em dias melhores, e a noção de auto responsabilidade de cada ser sendo capaz de gerar impacto a partir de suas ações, conseguiremos próximas gerações com mais entendimento de sua força e capacidade de auto expressão pela sociedade.

 

Ajude-os a encontrar o motivo de viver, a alegria em estar vivo. Mostre a eles os valores fundamentais. Fomente o crescimento de virtudes e forças. Ensine-os a serem pessoas boas para o planeta.

 

Você transmite isso, vivendo essa esperança em si mesmo, em si mesma. Mas reflita de coração, o que você espera construir enquanto ser humano? Pense em quem você quer Ser. E não naquilo que você quer Ter. 

 

Olhe para aquele sonho que só depende do seu estado de ser para existir, e passe para seu filho essa consciência consciência. Estimule e estabeleça diálogos francos e abertos que tragam para eles a compreensão do que os faz se colocarem em movimento. Promova belas experiências de vida, para que ele vá se descobrindo. 

 

Mostre respeito pelos seus filhos, e eles replicarão essa atitude. Ao invés de achar que tem que impor os padrões estabelecidos e eles que se adequem, mostre a eles o poder que eles têm internamente, e que os faça lidar com a vida a partir de suas características humanas. Para além do sonho social, cultural, que o mundo replica, e que é mutável.

 

Se eles estão bem fundamentados em si mesmos, mudanças sociais, influências sociais não serão tão facilmente aceitas e incorporadas por eles. E eles serão mais donos de si. 

 

Quais são seus valores? Quais são suas forças? Quais são as virtudes que você acredita importante desenvolver para que a vida seja da maneira que sonha? Valorize as qualidades do ser que seu filho é, e não o leve a acreditar que precisa se esforçar em ser diferente para atingir padrões que não sejam naturais para ele seguir. 

 

Como fomentar isso no seu filho? Você pode ajudá-lo a colocar a escolha em se desenvolver, ao invés de suas inclinações a se manter acomodado. Perceba onde a vida dele está tendo mais desafios, e analise o que pode ajudar ele a desenvolver para superar isso, desenvolvendo alguma habilidade.

 

Lembro de desde criança ter a impressão que a voz dos adultos era mais importante, que as crianças não tinham muita relevância. Pense em como você se sentia, as frustrações do controle e imposições dos seus pais, e veja se faz sentido replicar isso na relação com seus filhos.

 

A base de uma boa relação, sempre será o diálogo de coração. Abrindo espaço de troca e respeitando a individualidade de cada membro da família. A construção do caráter do seu filho é desenvolvida principalmente a partir do contexto familiar.


Leia também

Colunistas | 31/05/2021
Colunistas | 20/05/2021
Colunistas | 11/05/2021